Seja bem vindo!

●๋•__ Grandes realizações tiveram início com apenas um sonho e era que um dia este sonho se tornaria realidade. Então, vá em frente e acredite! Ouse sonhar!__ °.•

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Jesus era tão comum na sua simplicidade, mas grande em poder!

Oi gente!
Ao ler esse texto fui tocado profundamente, pois ficamos tão preocupados com tantas coisas complexas, enquanto Jesus na sua simplicidade mudou o mundo em que vivemos com seu testemunho tremendamente grande e simples... Leia!

Hoje é um dia comum.
Uma manhã comum.
Um raiar de sol comum.
Muitos se levantam e vão para seus trabalhos comuns, mas nem tudo é tão comum para todo mundo.

Deixe-me levá-lo a uma cidade ao sudeste de Nazaré chamada Naim, onde o comum passou à distância e o milagre passou por perto.
Jesus sempre foi uma pessoa comum.
Seu nome era comum, pois o nome Jesus era tão popular quanto Antônio ou Francisco nos dias de hoje.
Sua vida era uma vida comum nos fundos de uma carpintaria, e tão pacata que ele poderia tirar uma soneca logo após o almoço.
Jesus tinha amigos comuns, pais comuns, morava em uma casa comum em um mundo totalmente comum.
Até que um dia Jesus foi convidado para um casamento comum.
Lá, como não era comum, faltou vinho.
“Eles não têm mais vinho” disse Maria, a mãe de Jesus.
Então Jesus, das coisas comuns, fez o que não era comum às pessoas fazerem. Ele virou água em vinho.

Incomum? Sem dúvida.
Mas não é isso que Jesus adora fazer?
Não foi isso que ele fez na cidade de Naim?
Enquanto uma mulher contemplava o rosto pálido e frio de seu filho em um esquife, ela chorava.
Ela tinha amado aquele filho com todo amor que uma pessoa pode ter por outra.
Durante nove meses ela o carregou em seu ventre, seguro, aquecido e amado.
Durante meses ela agüentou dores nas costas, noites mal dormidas, enjoou da sua comida favorita, deixou de usar seus vestidos mais charmosos.
Durante meses ela viu a mudança em seu corpo e em sua vida.
Mas ela amou cada minuto. Ela amou cada chute em sua barriga, e depois cada fralda trocada, cada noite de sono perdido e tardes explicando a tarefa escolar.
Ela amou o seu filho com todas as suas qualidades e defeitos.
Ela o amou e nada mais.
Porque o que ela tinha era ele e nada mais.
Agora aquele sorriso acabou, aquele brilho no olhar se extinguiu, aquela voz suave silenciou, porque aquele filho morreu.
Durante todo esse tempo ela o acompanhou em sua vida e agora ela ia acompanhá-lo em sua morte.
Lucas, que escreveu sobre aquele momento diz “...Estava saindo o enterro do filho único de uma viúva...”.
O que estava sendo carregado para o sepulcro naquele dia era muito mais do que seu filho, era seu protetor, seu provedor e sua linhagem.
Era tudo que ela tinha, e tudo que ela podia esperar que teria nesta vida.

Para quem observava a passagem daquele cortejo funeral, era um dia comum, um momento comum, um funeral comum.
Mas não ia ficar assim por muito tempo.
Lucas conta “Ao vê-la, o Senhor se compadeceu dela e disse: ‘Não chore’.”
Você diria isso para uma mãe que acabara de perder seu único filho?
- “Não chore.”
Você ousaria dizer estas palavras para um pai que acabara de perder sua família em um acidente?
Você teria coragem de ir a um cemitério e dizer às pessoas para não chorarem?
Creio que não.
E nem eu.
Mas, Jesus virou para o corpo daquele filho e disse “Jovem, eu lhe digo, levante-se!” O filho morto sentou-se e começou a conversar, e Jesus o entregou à sua mãe.
Espere aí!
Morto não se senta e nem tampouco conversa com alguém.
Comum?
Pode apostar que não.
O incomum?
Ele se chama “Jesus”.
Temos um Jesus comum, mas que se faz incomum para chamar a sua atenção.
Não foi isso que ele fez no casamento na Galiléia?
Não foi isso que ele fez com a viúva de Naim?
E com Lázaro, com o cego de Jericó, com a mulher adúltera, com Pedro andando sobre as águas e o mais incomum de todas as coisas – no Calvário quando o único filho de Deus foi morto por sua própria criação.

Comum?
Não.
Jesus não foi comum quando se tratava de amor.
O amor dele é fora deste mundo.
É além da eternidade.
É mais poderoso que a própria morte.
E o que fazer quando o carpinteiro aparecer nas coisas que parecem comuns?
Sorria.

- Pois, é em lugares assim, que um carpinteiro chamado Jesus gosta de aparecer.
de Carlos Eduardo Félix

by: mangasafra

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Cristão é brutalmente espancado até a morte no Egito!

Oi gente!

Peguei essa reportagem na internet.
Confiram!


Gritando “Ala é grande”, uma multidão de muçulmanos espancou brutalmente um cristão copta no final do mês passado. O incidente ocorreu porque a polícia ao invés de proteger a vítima, apoiou os assassinos.
Os cristãos coptas são minoria no Egito, entre 10% e 15% dos 82 milhões de egípcios, sendo a maior comunidade cristã da região norte da África. Nesse período de instabilidade política eles tem sofrido perseguições maiores que o normal. O vídeo que tem se tornado popular em fóruns cristãos mostra um copta sangrando e nu, sendo barbaramente espancado por uma multidão de muçulmanos e depois é arrastado pela rua.
Fontes coptas afirmam que no início de outubro, 36 cristãos foram mortos enquanto faziam um protesto pacífico nas ruas da capital egípcia. Eles pediam maior proteção por parte do Estado. Um nota oficial do governo egípcio afirma que os soldados apenas revidaram os ataques com armas de fogo dos cristãos e afirmou que de três soldados morreram no confronto.
Em maio deste ano, igrejas foram atacadas por multidões enfurecidas durante a onda de protestos no país. Algumas autoridades coptas declararam apoio ao ex-presidente Mubarak, o que irritou muitos muçulmanos.
O Exército assistiu sem intervir enquanto igrejas eram incendiadas, o que incentivou radicais a tomarem a lei nas próprias mãos. O dilema que vivem os coptas espelham a situação das minorias cristãs em todo o Oriente Médio nesse período em que os governos estão mais preocupados em se defender do que preservar a paz e a tolerância religiosa que nunca foi forte na região.


video

terça-feira, 11 de outubro de 2011

José, o sonhador!

Oi gente!

Génesis 37.1-11

Todos nós sonhamos.
Sonhar faz parte de uma vida sadia.
Muitos sonham, também, com os olhos abertos.
José do Egito, o filho predileto de Jacó, também era sonhador.
Aos dezessete anos, ele contou à família um dos seus sonhos, mas isso lhe causou problemas, porque os seus irmãos se indignaram contra ele. Jogaram-no em um buraco e depois venderam-no para ser escravo no Egito. A sua situação teria sido desesperadora, se Deus não estivesse com ele (Gênesis 39.3,23).
De mero sonhador Deus o fez intérprete de sonhos.
E José disse ao Faraó que esse era um dom de Deus (Gênesis 41.16).
O Faraó, então, o fez governador do Egito e o sonho de José se tornou realidade.

Nossa! Essa história para mim é uma das mais lindas da Bíblia, pois me identifico muit com ela. Mas não por ser o mais novo entre irmãos ou por ter um pai que tem um carinho mais achegado a mim não.
Ser um sonhador me faz entender o que José passou.
Quantos de nós vivemos em familas que não nos apoiam, ou mesmo acreditem que somos capazes de sermos vencedores. De darem força para continuarmos lutando pelos nossos objentivos, ou ainda que realmente acreditem que nossos sonhos um dia se cumprorão.
Não sei você, mas eu sou uma dessas pessoas. Cheia de planos, projetos, objetivos e sonhos. Mas que os da nossa familia são os primeiros a zombarem de nós e desprezarem os sonhos que um dia tivemos até mesmo para que eles também desfurtem conosco.

- Sonhadores não são compreendidos e nem ao menos tidos como pessoas de valor ou respeito, mas que são zombados de tal maneira a ponto de desistirem de continuar a caminhada em busca dos sonhos gerados em nossos corações com a esperança d edias melhores e um futuro feliz.
- Sonhadores as vezes são solitários e não possuem muitos amigos, pois na maioria das vezes incompreendido sente-se só em meio a multidão de pessoas que só sabem lançar duras palavras que só servem para matar a nossa esperança.
- Sonhadores muitas vezes são jogados no fundo do poço, pois seus sonhos para as outras pessoas são motivo de inveja, e ciúme, e até mesmo ódio. Mas ainda assim no fundo do poço o coração dos sonhadores permanece firme e de pé, pois sabem que ainda na mais profunda escuridão de um poço a esperança brotará e o seu SALVADOR virá para tirá-los de lá e os colocar em um lugar alto e seguro debaixo de suas asas.
- Sonhadores são perseguidos, afrontados, zombados, inúmeras vezes humilhados e envergonhados.
Pensou que acabou, pois que nada sonhadores seremos para smepre sim, mas atacados serão também os nossos corações para que deixem de sonhar.

Diante disso tudo um sonhador nunca desiste de sonhar, porque mesmo em meio a tantas coisas contrárias os seus sonhos estão firmados em Deus.
Sua esperança está no SENHOR que fez o céu e a terra.
Seus corações estão ligados ao único que foi capaz de dar a sua própria vida (Jesus Cristo) para realizar um sonho. O sonho de uma PESSOA muito importante. Deus o nosso Pai amado!
Sim Jesus morreu na cruz para realizar um sonho de Deus que estava desde antes da fundação dos mundos. E esse sonho era que nos tornássemos filhos da promessa.
Para vivermos eternamente no seu Reino de Justiça e Amor.
Por tanto, querido sonhador não desista dos seus sonhos, antes coloca aos pés da cruz e entregue a Jesus seus projetos, planos, objetivos e conquistas, pois o Senhor está sim em ver você realizado nos seus sonhos, mas antes sonhe os sonhos de Deus para a sua vida!
Deus fiel que nunca falhou e não falhará.
Um Deus que faz um caminho de milagres ainda que tudo pareça perdido.
Creia, porque Ele te surpreenderá!
Deus abençoe!

by: றลиφล §ลƒяล


quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Qual tem sido a sua - identidade?

Oi gente!

Identidade Cristã. 
E é claro que falar sobre esse assunto tão abrangente não é muito  fácil, pois há diversidade de opiniões, mas uma coisa é clara a identidade do cristão deve ser uma, a de Jesus Cristo!
Tratar de identidade Cristã é tratar de inúmeras coisas, por exemplo caráter, honestidade, verdade, santidade e etc. Dizer isso parece ser algo até redundante, mas é porque todas essas qualidades fazem parte mesmo da identidade do cristão.
Muitos querem fazer do Evangelho algo que não deva ser seguido e obedecido, pois o Evangelho na verdade é o manual de instrução para as nossas vidas para que vivamos de forma honesta e santa na presença de Deus, lembrando que o Evangelho é a própria Palavra de Deus para nós.
Quando falamos de identidade cristã falamos muito sobre o caráter, pois é na hora em que somos confrontados pela sociedade, pela Palavra de Deus e por nós mesmos é que podemos perceber o quanto precisamos ter essa área da identidade cristã em nós bem tratada, já que o caráter determinará de forma bem simplória toda a nossa vida.
Então, sem me estender muito fica o recado.
Seja um servo de Deus genuíno e não se contamine com os manjares do rei, mas escolha estar na presença do Senhor todos os dias da sua vida, pois o diabo nosso adversário está sim ao nosso derredor bramando como o leão faminto pela sua presa (que somos nós) pronto a nos destruir.
Mas graças a Deus pelo sacrifício de Jesus Cristo que morreu por nós e com isso nos fez participante do seu Reino Eterno de justiça e amor. Aleluia!
Que a sua identidade hoje seja de servo do Senhor!
Que nos momentos mais difíceis de sua vida a sua escolha seja permanecer na presença de Deus!
Sadraque, Mesaque e Abe-denego e claro sem esquecer de Daniel fizeram uma escolha importantíssima que foi permanecer na presença de Deus sem negá-lO até as últimas consequencias, pois ainda que perdessem essa vida eles sabiam que o Deus a quem eles serviam era, é e sempre será poderoso para mudar toda e qualquer situação contrária e que mesmo indo pra fornalha ardente de fogo eles confiaram piamente no Senhor e deixaram a vontade de Deus prevalecer, mesmo que fosse ela viver ou morrer, mas nas duas hipóteses tudo era da vontade de Deus e isso era o bastante para eles.
Não fuja e não negue, mas lute para estar diante do Senhor!

by: றลиφล §ลƒяล