Seja bem vindo!

●๋•__ Grandes realizações tiveram início com apenas um sonho e era que um dia este sonho se tornaria realidade. Então, vá em frente e acredite! Ouse sonhar!__ °.•

domingo, 26 de agosto de 2012

Oi gente!
Esse é o VERDADEIRO AMOR DE DEUS revelado a nós. Jesus Cristo!

Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum.

Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.

Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.


Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.

Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca.

by:mangasafra

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

A Armadura de DEUS - REVISTA-SE!


Oi gente!
Vamos a mais um estudo Devocional que irá abençoar a sua vida.

Tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça;E calçados os pés na preparação do evangelho da paz;Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; (Ef 6:13-17)

Todos os dias enfrentamos batalhas, seja na profissão, no lar, com nossos amigos. Onde quer que estejamos, temos lutas e obstáculos a transpor. Mas precisamos estar preparados para essas batalhas. A lição base para todo cristão é vestir a armadura de Deus todos os dias ao se levantar. Sim, isso implica em orar todas as manhãs pedindo a Deus que nos revista com sua armadura, nos exatos termos do texto de Efésisos, descrito acima. 

Portanto, é muito importante saber como vestir essa armadura e é isso que aprenderemos agora.

1. Cinturão da verdade

 É o primeiro adereço a ser colocado. Há uma cultura social de que pequenas mentiras, supostamente inofensivas, não trazem prejuízos, mas isto não é verdade. A bíblia nos ensina que a mentira não vem de Deus: Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.(8:44).

Portanto, aquele que mente, por menor que seja a mentira,torna-se vulnerável, pois abre mão de uma parte importante de sua armadura. Então, não importa quais sejam seus motivos, seja sempre verdadeiro. Você não é obrigado a responder tudo o que te perguntam e nem a passar todas as informações que te solicitam, tenha sabedoria e não abra mão de seu cinturão da verdade.

2.Couraça da Justiça

 A couraça é a indumentária que tem como objetivo proteger os órgãos vitais, como coração, pulmões, fígado etc. Muitos brasileiros se orgulham do rótulo de que somos o país do "jeitinho", da malandragem. O problema é que a injustiça, é como uma droga. Tudo começa com o desrespeito a um sinal de trânsito, nada demais. Depois, passa a ser uma fofoca contra um colega, tão comum, não? Depois passa a não devolução de algumas moedas de um troco errado, o que tem de mais todos fazem isso, não é mesmo? Quando a pessoa se dá conta, o seu corpo já está agindo em função da corrupção. Guarde o seu coração e o seu corpo dos malefícios da injustiça, não caia na ilusão de que algo errado possa te trazer alguma vantagem. Nenhum dinheiro, vitória ou promoção pessoal valem o preço de uma vida. Portanto: Não cometereis injustiças no juízo, nem na vara, nem no peso, nem na medida. Balanças justas, pedras justas, efa justa e justo him tereis. Lv 19:35-36. Seja sempre justo, consigo mesmo e com seus semelhantes, inclusive nas pequenas coisas, e nunca dispa-se de sua couraça da justiça

3. Calçados os pés na preparação do evangelho da paz

O evangelho de Cristo nos traz muitas orientações quanto aos caminhos que devemos andar, sendo o principal deles o que diz Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;(Mt. 7:13). Precisamos calçar nossos pés nesse caminho, o evangelho de Cristo, a fim de que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.(Ef. 4:13). Se Deus nos deu orientações a seguir é porque existe a forma correta de seguir seus caminhos e não devemos seguir o que "achamos" que é correto. (Clique aqui para ler o artigo Deus é diferente).

Um problema de matemática pode ser resolvido de várias formas, mas de acordo com os objetivos propostos, existe a fórmula correta para encontrar o resultado pretendido. Não adianta eu querer utilizar uma fórmula de multiplicação, por achar mais fácil, se o correto é utilizar uma fórmula de divisão.Devemos, portanto, proteger nossos pés de maus caminhos, seguindo sempre os passos que Jesus traçou para nós.

4. Escudo da Fé

Se você utiliza o escudo da fé com habilidade, não importa qual ataque possa estar sofrendo, nada te abalará. Se alguém te disser que você é um derrotado, pela fé você saberá que em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. (Rm 8:37). Se alguém disser que Deus te esqueceu, saberá que Ele é o teu Deus, o teu refúgio, a tua fortaleza, e nele confiará. (Sl 91:2). Se alguém disser que você está sofrendo muito, saberá que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.(Rm 8:18).

Aquele que usa o escudo da fé em seu dia a dia, está protegido de toda seta lançada contra o seu coração, permanecendo forte para a batalha.

5. Capacete da salvação

Nossa mente é o local onde se travam todas as nossas batalhas. É o local onde todas as nossas decisões são tomadas e é por isso que é tão importante que esteja protegida de ataques externos de maneira que devemos manter cativo todo o entendimento à obediência de Cristo (2 Co 10:5). Ao vestir o capacete da salvação e manter nossos pensamentos em Cristo, nos livramos das tentações diárias, que nos levam a errar. Por isso, precisamos nos manter sóbrios em todo o tempo: Sede sóbrios; vigiai; (1Pe 5:8). Quando abrimos mão do controle de nossas mentes e decisões, abrimos espaço para tragédias, como acidentes, más opções, crimes. Detenha o controle de sua mente em todo o tempo, para descansar você não precisa abrir mão da sobriedade, esteja sempre alerta e ciente de tudo o que está acontecendo ao seu redor, a fim de que possa sempre tomar decisões corretas, pautadas nos caminhos do Senhor.

6. Espada da Palavra

A palavra de Deus é a arma que devemos utilizar em nossas batalhas. A Bíblia é a palavra de Deus. Portanto, quando estiver diante de algum desafio da vida, não fique parado, aguardando ser devorado, parta para o ataque, através da palavra de Deus, pois está escrito: no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.(Jo 16:33) e Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?(Rm 8:31).
Portanto, não se deixe abater, fique firme e aguarde a ordem do Senhor e há de ser que, ouvindo tu um ruído de marcha pelas copas das amoreiras, então sairás à peleja; porque Deus terá saído diante de ti, para ferir os teus inimigos (1 Co 14:15), pois Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará, e toda a língua que se levantar contra ti em juízo tu a condenarás; esta é a herança dos servos do SENHOR, e a sua justiça que de mim procede, diz o SENHOR.(Is. 54:13)

Essa é a utilidade de cada item da armadura de Deus. E aí, já vestiu sua armadura hoje? Se não, o que está esperando para se proteger? Vá agora mesmo a presença de Deus e declare a Ele que está vestindo sua armadura, declamando item por item e, então, use-os.
 Pare de enfrentar batalhas sem proteção, a armadura de Deus é gratuita e está disponível a todos que quiserem utilizá-la.

Deus está contigo, hoje, amanhã e sempre!

by:mangasafra

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Explicação da parábola do Rico e Lázaro

Oi gente!

Havia um homem rico que se vestia de púrpura e linho fino e que fazia diariamente brilhantes festins. Um pobre chamado Lázaro jazia coberto de úlceras no pórtico de sua casa. Ele bem quisera saciar-se do que caía da mesa do rico, mas eram antes os cães que vinham lamber suas úlceras.
O pobre morreu e foi levado pelos anjos para um lugar de honra junto de Abraão. O rico morreu também e foi enterrado. Na morada dos mortos, em meio às torturas, ergueu os olhos e viu de longe Abraão com Lázaro a seu lado. Ele exclamou: "Abraão, meu pai, tem compaixão de mim e manda que Lázaro venha molhar a ponta do dedo na água para me refrescar a língua, pois eu sofro um suplício nestas chamas".

Abraão lhe disse: "Meu filho, lembra-te de que recebeste tua felicidade durante a vida, como Lázaro, a infelicidade. E agora, ele encontra aqui a consolação, e tu, o sofrimento. Além disso, entre vós e nós foi estabelecido um grande abismo, para que os que quisessem passar daqui para vós não o possam e que também de lá não se atravesse até nós".

O rico disse: "Eu te rogo, então, pai, que envies Lázaro à casa de meu pai, pois eu tenho cinco irmãos. Que ele os advirta para que não venham, também eles, para este lugar de tortura". Abraão lhe disse: "Eles têm Moisés e os profetas, que os ouçam". O outro replicou: "Não, meu pai Abraão, mas se alguém dentre os mortos for a eles, se converterão". Abraão lhe disse: "Se eles não escutam Moisés nem os profetas, mesmo que alguém ressuscite dos mortos, não ficarão convencidos". (Lc 16,19-31)


Esta parábola não visa tratar sobre caridade e falta de caridade. Não diz que o rico negava esmolas a Lázaro. Talvez até ignorasse a presença dele junto de sua casa, fechado como estava em seu bem-estar, que não lhe permitia perceber problemas alheios.
Jesus quer chamar a atenção não para a necessidade de amar-mos o próximo (bê-a-bá cristão), mas para a importância das situações (dos quadros da vida). Uma situação de afago e prazeres pode embotar a mente, tornando-a insensível a valores superiores. Pode tirar a fome da vida eterna, se já se julga satisfeito com seus bens. Ao contrário, uma situação de penúria entretém a fome e a sede de algo maior.
A riqueza honesta não é má nem condenável, assim como a pobreza não é garantia de salvação. Mas ambas suscitam atitudes éticas que podem facilitar ou dificultar a procura de Deus. É para isto que Jesus quer despertar os cristãos nesta parábola.
Esta lição se baseia num precedente bíblico: Quando Ciro deu liberdade aos judeus para saírem da Babilônia, onde viviam exilados, e regressarem à Judéia, os que haviam conseguido certo bem-estar na Babilônia não tiveram coragem de deixar tudo para recomeçar a vida na Terra Santa. A situação cômoda em que se achavam diminuía seu zelo pelas instituições sagradas de Israel. Assim, quem voltou do exílio para a Judéia foram os pobres, ou "o resto de Israel", como diziam os profetas. Por não terem ilusões suscitadas pelos afagos terrestres, guardavam mais nítida a escala dos valores e tiveram o coração livre para atender ao chamado de Deus, que lhes pedia a reconstrução de Jerusalém.

Jesus chama os pobres, os que tem fome, sede e choram de bem-aventurados, não por causa da pobreza como tal, mas por causa da atitude ética (ou da fé ou do amor) que essa pobreza preserva ou suscita. E chama os ricos de infelizes (Lc 6,24-26), não por causa da riqueza como tal, mas porque a riqueza pode fazer murchar a fé e o senso do Transcendental.
Em outras palavras: o rico morreu sem fome física nem espiritual: nada mais espera na outra vida, satisfeito que estava em seu bem-estar. Lázaro que teve fome física e doenças, tinha fome de uma realidade melhor do que a vida terrestre. No mundo espiritual a fome material e espiritual de Lázaro era saciada, ao passo que no rico, ela não existia.

Alguém pode ser rico e ter um coração de pobre, cultivando o desapego, a humildade, a caridade, como alguém pode ser pobre, mas ter um coração de rico, sem caridade nem humildade. Lázaro, pobre na terra, e Abraão, rico na terra, tiveram a mesma sorte final, porque ambos, em circunstâncias diferentes, tiveram o mesmo amor a Deus e o mesmo desprendimento dos bens terrenos.

Jesus não costumava dar nomes aos personagens de suas parábolas. Neste caso, talvez o tenha feito visando a futura ressurreição de Lázaro (Jo 11,1-4). Com efeito, um Lázaro havia de ressuscitar para dar aos homens um testemunho e uma advertência.

A parábola nos lembra que é na terra que se decide a eternidade no Céu ou no Inferno. Não nos falta os meios cotidianos de santificação: As Escrituras. A fé descobre neles os sinais de Deus a respeito do sentido desta vida. Muitos costumam dizer que, se Deus se fizesse mais sensível, seriam mais fervorosos. Pura ilusão. Quem não tem fé nos dons cotidianos de Deus, encontrará desculpas sutis para não reconhecer os milagres de Deus. Abraão responde ao rico que quem não tem o hábito da fé viva, rejeitará mesmo os sinais mais significativos. Na verdade, Lázaro, irmão de Marta e Maria, e o próprio Jesus haviam de ressuscitar dentre os mortos e aparecer aos judeus, mas nem assim estes se deixaram convencer.

"Um grande abismo" que Abraão diz existir entre o Céu e o Inferno indica que é só na vida terrestre que podemos nos converter. A morte nos estabelece em nossa condição definitiva: Ou o Céu para sempre ou o Inferno para sempre.

Esta parábola nos leva a concluir que cada indivíduo, ao deixar este mundo, recebe uma sentença. Lázaro é levado ao "seio de Abraão" e o rico aos tormentos do inferno. Isto pressupõe uma sentença de Deus logo após a morte. E sentença definitiva, pois o mau não pode passar para o lugar do justo nem vice-versa. E ainda, sentença anterior ao Juízo Final, pois os irmãos do rico ainda vivem na terra. Temos aí a fundamentação Bíblica da doutrina do Juízo Particular.

A parábola evidencia também que a tese da reencarnação não é compatível com a fé cristã. Existe para cada homem uma só passagem pela terra. Esta verdade é também reforçada em Hb 9,27: "Os homens devem morrer 1 só vez. Depois segue o Julgamento." Vemos ainda que Deus não permite que os espíritos dos mortos se comuniquem com os vivos.

by:mangasafra

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

ALERTA!

Oi gente!
Esse Video é um ALERTA tremendo para todas as pessoas!

 PORNOGRAFIA... A GRANDE VILÃ E MAL DESTE SÉCULO!
Será que realmente temos sido CRISTÃOS de VERDADE?
O que VC VÊ quando niguém está te vendo?
O que VC FAZ quando niguém está te vendo?
O que VC ESCUTA quando niguém está te vendo?
by:mangasafra







terça-feira, 14 de agosto de 2012

SENDO FIEL EM MEIO AOS MANJARES DO MUNDO!

Oi gente!
Esse Devocional é muito importante e nos ajuda a resistir a tudo aquilo que o diabo, nosso adversário, tem colocado diante de nós!
Leiam...

Hoje em dia estamos em uma época em que muitos estão escravos de seus próprios prazeres e por estarem tão cegos, acham que estão no caminho certo, e não conseguem ver que estão caminhando para a morte e se separando cada vez mais de Deus não sabendo o grande e imenso valor da morte de Jesus que pode livrar do castigo eterno, e por isso acham que nada mais é errado, andando em seus próprios caminhos (2Tm 3.1-5), onde o mais importante é viver de suas próprias maneiras, e muitos se deixam levar por esses conceitos anti-bíblicos, achando que Deus não se importa.
Estamos vivendo em uma época, que a mídia exalta o homossexualismo, lesbianismo, espiritismo e outras seitas que vem surgindo (sendo que as primeiras são atuações demoníacas) e muitos acham que todos os caminhos levam a Deus, mas Jesus é o único caminho para chegar até o Pai (Jo 14.6) estes por não conhecerem a verdade contida na palavra de Deus estão cegos (1Co 4.4).

Alguns dizem que ao morrer-mos temos uma outra vida, ou seja, que reencarnamos, mas a Bíblia mostra que morremos apenas uma vez seguindo assim para o juízo eterno (céu ou inferno), não existe outra alternativa, ou estamos com Deus e somos dele ou nos tornamos seus inimigos (Jo 11.25; Lc 11.23). Não que Deus nos force a segui-lo, Ele nos deu o livre arbítrio, mas de tudo o que fizermos prestaremos conta com Ele, pois foi Ele quem tudo criou inclusive nós (Gn 1.27), e tudo podemos fazer mais nem tudo convém (1Co 6.12).

Hoje não é fácil se manter de pé diante de tanta apostasia (Hb 2.1), muitos escutam a palavra de Deus mais não permanecem firmes (Lc 8.13), pessoas mudando sua maneira de pensar e agindo de acordo como mundo, sendo que outrora defendiam sua fé com coragem, mas Deus nos revelou suas verdades para que hoje não ficássemos cegos como muitos estão mesmo diante das verdades bíblicas.

O próprio Deus nos advertiu sobre esses acontecimentos (pois Jesus está para voltar), muitos acham que ele está tardando (2Pe 3.4), e que não voltará mais, e assim deixaram de olhar para Cristo e começaram a olhar para o mundo, mas Deus antes de todos esses acontecimentos nos deu o ensino de como permanecermos firmes através de sua palavra, pois Ele é lâmpada para nossos pés e luz para os nossos caminhos (Sl 119.103).

Deus nos mostra que sempre podemos ser fiéis mesmo em meio as lutas, pois muitos deixaram seus nomes e histórias na Bíblia e foram exemplos de fidelidade a Deus como: Daniel (Dn 1.8), Noé (Gn 6.9), Jó (Jó 19.25,26), Estevão (At 6.8,15), Paulo (Gl 6.17; Rm 8.31-39).

Daniel, foi fiel em meio aos manjares do rei e não se contaminou, pois não queria manchar suas vestes diante de Deus.

Noé em meio a uma geração incrédula e má, ouviu a voz do Senhor, pregou o evangelho, mas não lhe deram ouvidos, criou uma arca mandada por Deus e foi poupado pela sua obediência e fidelidade. E hoje não é diferente, pois a palavra de Deus diz: Por aumentar a iniquidade o amor de muitos se esfriará (Mt 24.12).


Jó, honrou e continuou servindo a Deus mesmo quando Deus permitiu que Satanás tirasse todos os seus bens, mas pela sua fidelidade Deus lhe restituiu em dobro.

Estevão, foi o 1º mártir, sofreu por amor de Jesus, e entregou sua vida por amor de sua obra, mas recebeu todas as promessas de Deus por herança (Ap 2.7,17,26; 3.5,12,21).

Paulo, também foi fiel, mostrando seu grande amor por tudo o que sofreu, foi chicoteado juntamente com Silas e foram em seguida presos, mas não reclamaram e ainda mais louvaram ao Senhor, e a meia noite houve um terremoto e eles foram soltos (At 16.16-27).

Quero falar apenas de um deles Daniel e seus companheiros: Mizael, Azarias e Hananias, estes foram cativos para a Babilônia sobre o reinado de Nabucodonosor, e este trocou os seus nomes: Beltessazar (Daniel), Mesaque (misael), Abede-Nego (Azarias) e Sadraque (Hananias), e lhes ofereceu seus manjares e bebidas, pois depois de 3 anos seriam apresentados a ele.

Mas Daniel colocou em seu coração não se contaminar, nem ele, nem seus companheiros, mas estes se alimentaram de legumes e água e ao final do tempo decretado pelo rei estes estavam mais fortes e formosos.

Em outra ocasião Sadraque, Mesaque e Abede-Nego foram lançados na fornalha de fogo por não se prostrarem diante da estátua de ouro de Nabucodonosor, e Daniel mas a frente nos conta a Bíblia que foi lançado na cova dos leões, pois orava três vezes ao dia, e seus inimigos procuravam lhe acusar mas não encontravam ocasião que pudesse lhe comprometer, então se apresentaram diante do rei Dario (que havia ocupado o reino) pedindo um decreto que ninguém pudesse fazer petição a nenhum Deus, mas somente ao rei,durante um mês, mas Daniel era fiel a Deus e foi poupado.


* Quero mostrar com está história realmente acontecida cerca de 536 a 530 a.c, que quando decidimos não nos contaminar com este mundo, ou seja, com os prazeres que aqui existem Deus nos exalta, mas para isso precisamos estar em comunhão com Ele através da leitura da palavra, jejum e da oração, pois isso é o que garante nossa sobrevivência, assim como legumes e águas sustentaram Daniel e seus companheiros, e quando estamos edificados em Deus nada tira nosso olhar dele, muitos até desistem e podem até cair, mas permanecemos de pé diante dele (Sl 91.7), como foi o caso de outros que também estavam com Daniel que não hesitaram em recusar os manjares do rei, assim como muitos hoje em dia, provam tudo o que o mundo oferece, não dando ouvidos a voz do Senhor, nem se interessando em ter comunhão com Ele.

Muitos se deixam levar pelo que há de bom "aparentemente" neste mundo, e esquecem que a caminhos que parecem bons, mas que o final deles é morte (Pv 14.12).

Devemos estar com a vida no altar de Deus deixando que Ele dirija nossa vida, pois o caminho do Senhor fortalece os retos, mas perecem os que praticam iniquidade (Pv 10.29), esses quatro jovem tinham Deus na direção de suas vidas, poderiam até dizer é apenas um manjar, não vai fazer mal, Deus não vai se importar, mas um pouco de fermento leveda toda a massa (1Co 5.6), mas eles sabiam que o preço da desobediência é caro, pois foi para Adão e Eva quando pecaram, e para todos aqueles que desobedeceram a Deus, mas antes da luta e da prova Ele nos revela, e quando clamamos a Ele sempre temos a direção certa (Jr 33.3).

* Hoje pergunto a você, o que você tem feito diante dos prazeres deste mundo? Tem procurado se abrigar na sombra do Altíssimo (Sl 91.1) ou tem corrido para os manjares? Você tem colocado o propósito em seu coração de não se contaminar assim como fez Daniel? Ou pensa é só dessa vez , Deus é amor ele vai me perdoar! Mas lembre-se que Ele também é Justiça, hoje temos a sua misericordia e seu perdão gratuitos, mas só a recebemos quando nos arrependemos de coração e não praticamos o mesmo erro (Pv 28.13), mas um dia ele virá como Juiz, pois Jesus está voltando e pergunto a você vale a pena ficar por prazeres banais? Ou é melhor se conservar puro diante de Deus mesmo diante das ofertas e pratos deste mundo e ouvir o tocar da trombeta que nos levará ao céu (1Co 15.52)?

Você tem feito algo para Deus? Ou ainda se encontra de mãos vazias? Ou tem deixado que as coisas deste mundo falem mais alto? Dizendo eu não tenho forças para vencer as tentações (1Co 10.13)? Mas assim como esses quatro jovens, podemos ser fiéis a Deus neste mundo, e só assim mostraremos que Deus faz a diferença em nossas vidas.


by:mangasafra

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

23 Horas Morta - Testemunho impactante!

Oi gente!
Não posso deixar de compartilhar com vocês aqui no Blog, pois, esse Testemunho é tremendo!
O Céu e o Infernos é muito mias do que nossa razão humana limitada imagina.
Assista até o final e seja impactado na sua estrutra HUMANA... Corpo Alma e Espírito!
Seja impactado e transformado pelo Poder que há no NOME DE JESUS CRISTO!



by:mangasafra