Seja bem vindo!

●๋•__ Grandes realizações tiveram início com apenas um sonho e era que um dia este sonho se tornaria realidade. Então, vá em frente e acredite! Ouse sonhar!__ °.•

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Deus abençoe a todos vocês queridos leitores

Oi gente!
Em 2015 voltaremos com mais Devocionais direto do coração de DEUS para as nossas vidas...
Jesus nos abençoe!
Fiquem com o Pai, o Filho e o Espírito Santo...
Até 2015!!!



by:marcelosafra

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

#5 Retrospectiva - 2014

Oi gente!
Quero louvar e agradecer ao nosso DEUS por este ano de 2014 que foi um ano de batalhas e conquistas, pois viver na presença do Senhor não é um mar de rosas. Mas sim, como diz a própria Palavra que, o reino de DEUS deve ser tomado a força. Com luta, pois no inimigo tenta incansavelmente todos os dias nos destruir, mas fiele é DEUS que guerreia as nossas guerras. Aleluia!
Quero agradecer a você, querido leitor, que esteve conosco todo esse anos compartilhando dos devocionais neste Blog. Que o Senhor continue abençoando sua vida rica e abundantemente e que no próximo ano você viva todos os planos, sonhos e ralizações em DEUS para a sua vida.
Desde já muito obrigado e continue conosco.
Jesus te abençoe, amém!
Retrospectiva 2014.
Leiam...

Quem me oferece sua gratidão como sacrifício honra-me, e eu mostrarei a salvação de Deus ao que anda nos meus caminhos”.
Salmos 50:23

Vivemos dias difíceis. Há tanto para fazer, tantos compromissos , tantas contas a pagar… O dia parece curto demais e quando chega a hora de descansar, esgotados, já começamos a pensar no que temos que fazer amanhã.
Em meio a tudo isso, é comum que a gente esqueça de agradecer a Deus. Agradecer por tudo o que conseguimos fazer hoje e também por aquilo que não conseguimos fazer. Agradecer não só por tudo o que deu certo, mas também por aquilo que fugiu do nosso controle… Agradecer por tantos livramentos, pela saúde, pela vida…
A Palavra fala: “Em tudo dai graças”.
E tudo gente, é tudo mesmo!!
“Dêem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus”. ( I Tessaloicenses 5:18)
A gratidão é o estilo de vida de quem confia no Pai de amor e sabe, que seus planos são sempre melhores que os nossos.

A gratidão não mora num coração mimado que exige coisas de Deus, mas num coração que sabe que a vontade dele é soberana.
A gratidão, faz parte da rotina daqueles que sabem que não merecem muita coisa, mas que pela misericórdia de Deus, são abençoados.
A gratidão permeia os corações quebrantados e humildes. Ela vive no meio daqueles que sabem que por mais que façam, nunca poderão entender ou mensurar o amor e a bondade de Deus!
A gratidão é imensa, na vida daqueles que entenderam e receberam a graça de Deus. Um presente impagável, para alguém miserável… Um passaporte para o céu para alguém que não chegaria nem perto de ver a glória de Deus!
Ah, a graça !!! Como podemos reclamar da vida, achar que não somos abençoados se Deus, juntamente com seu Filho, já nos deu todas as coisas? Agradeça! Busque ao Senhor nesse dia e entre na sua presença com ações de graça. Pare um pouco de olhar só para aquilo que você não tem e agradeça por tudo o que Deus já te deu.
“Bendiga o Senhor a minha alma! Não esqueça nenhuma de suas bênçãos”. (Salmos 103:2)
Um coração grato, atrai o favor de Deus!

by:marcelosafra

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

#4 Retrospectiva - 2014

Oi gente!
Porque Deus procura VERDADEIROS adoradores e não apenas adoração.
Restrospectiva 2014.
Leiam...

“Chamou o Senhor a Moisés e, da tenda da congregação, lhe disse: Fala aos filhos de Israel e dize-lhes: Quando algum de vós trouxer oferta ao Senhor, trareis a vossa oferta de gado, de rebanho ou de gado miúdo”
Levítico 1:1-2

No início do livro de Levítico, diversas vezes aparece a palavra hebraica קָרְבָּ֖ן (qorban). Qorban significa “oferta”, “sacrifício”. No entanto, compartilhando da mesma raiz, também pode ser um termo genérico para tudo apresentado ao Senhor quando alguém se aproxima (קָרַב – qarav) do Seu santuário.
Segundo Buber, esse termo pode ser identificado como de relação. Ele implica na existência de duas pessoas. Em particular, duas pessoas dentre as quais uma tenta diminuir a distância da outra se aproximando. Qorban trata de aproximação.
Diferentemente da noção de grande parte das religiões do Antigo Oriente Médio (AOM) em que, num movimento de baixo para cima, tenta-se atingir a esfera divina e conseguir o favor dos deuses, a Bíblia apresenta um DEUS que toma a iniciativa e se aproxima de Sua criatura; através do sacrifício.
Em Jeremias 30 o Senhor promete trazer o povo de Israel do cativeiro assegurando restaurar sua saúde, curar suas chagas, reedificar a cidade e fazer com que o palácio fosse habitado como antes (cf. vv. 17-18). No versículo 21 deste capítulo, é dito: “O seu príncipe procederá deles, do meio deles sairá o que há de reinar; fá-lo-ei aproximar, e ele se chegará a Mim; pois quem de si mesmo ousaria aproximar-se de Mim?”. Aqui, três vezes vemos “aproximar”, “chegar”: (1) “fá-lo-ei aproximar” (וְהִקְרַבְתִּ֖יו – vehiqravtiv); (2) “ele se chegará” (וְנִגַּ֣שׁ – venigash); e (3) “aproximar-se” (לָגֶ֥שֶׁת – lagueshet).

No segundo e no terceiro momento é usado o verbo נָגַשׁ (nagash – “aproximar-se à distancia de UM TOQUE ”). No entanto, no primeiro momento, vemos uma variação de qarav (“aproximar-se”) que, como já visto, também poderia ser traduzido como “sacrificar”. Além disso, no segundo momento, o verbo aparece na terceira pessoa do singular (“ele se chegará”), o que possibilita a tradução de forma impessoal. Deste modo, o versículo ficaria: “[...] Eu o sacrificarei, e então se poderá aproximar de Mim; pois quem de si mesmo ousaria aproximar-se de Mim?”

Diferentemente da realidade de barganha onde “sacrifico” usando DEUS como um amuleto para satisfazer vontades egoístas no momento exato em que as desejo satisfeitas, a Bíblia apresenta um DEUS que está em busca do homem. Algo possível por meio do sacrifício que O aproxima de nós. Afinal, quem de si mesmo ousaria aproximar-se dEle?

by:marcelosafra

domingo, 14 de dezembro de 2014

#3 Retrospectiva - 2014

Oi gente!
Não podemos perder a fé no meio do caminho, mas ela deve permanecer inabalável em DEUS custe o que custar.
Restrospectiva 2014.
Leiam...

“Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de DEUS, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Porém, o homem espiritual julga todas as coisas, mas ele mesmo não é julgado por ninguém. Pois quem conheceu a mente do Senhor, que O possa instruir? Nós, porém, temos a mente de Cristo”. 1 Coríntios 2:14-16
Em 1 Coríntios 2:14-16 Paulo fala sobre ter a mente de Cristo. DEUS nos deu a capacidade de pensar e de nos desenvolvermos, mas além disso, ter a mente de Cristo está relacionado a esconder Suas palavras no coração (Sl 119:11). Devemos pensar biblicamente. “Não que, por nós mesmos, sejamos capazes de pensar alguma coisa, como se partisse de nós; pelo contrário, a nossa suficiência vem de DEUS” (2 Co 3:5). “Porque o Senhor dá a sabedoria, e da Sua boca vem a inteligência e o entendimento” (Pv 2:6).

Um dos piores males da humanidade não está relacionado com orgulho, preconceito, ou até mesmo egoísmo, mas em tornar prescindível o ser humano. Hannah Arendt, enviada à Jerusalém pela revista The New Yorker para relatar a respeito do julgamento de Adolf Eichmann em 1961, afirmou que Eichmann abdicou totalmente da qualidade humana mais singular: a capacidade de pensar. Ligado à facilitação logística da deportação em massa de judeus para guetos e campos de extermínio, ele afirmava que nunca agiu por iniciativa própria, simplesmente seguiu ordens.

De acordo com Zygmunt Bauman, a efetivação do holocausto está relacionada à burocracia moderna. Para ele, a administração burocrática tem poder para anular a capacidade de pensar. Os principais motivos são: (1) meticulosa divisão funcional do trabalho; e (2) substituição da responsabilidade moral pela técnica. Sobre o primeiro, sabe-se que há um risco de alguém, dentro da hierarquia burocrática, dar ordens sem pleno conhecimento dos seus efeitos. O que conhecem é mais bem expresso pelas estatísticas, curvas e diagramas que medem os resultados sem fazer qualquer julgamento, quem dirá moral. Os seres humanos são reduzidos a cifras. 
Sobre o segundo ponto, cada um é responsável por responder ao seu superior primário de departamento. Assim, o mais importante é sua aprovação. A responsabilidade moral, na maioria das vezes, passa longe. Essa responsabilidade técnica ignora que a ação é um meio para atingir algo além dela mesma.
A preguiça de pensar está intrinsecamente relacionada à inutilidade de se fazer julgamentos morais. Não precisamos disto porque temos quem o faça por nós. Ter pontos de vista diferentes não é algo bem vindo, afinal, como num campo de concentração, cada atividade, emoção, ou até opinião, não fazem qualquer sentido.

Quando pensamos biblicamente temos a oportunidade de desfrutar de uma centelha do pensamento divino. Nos distanciamos de tradições humanas e nos apegamos à palavra dEle. O homem natural considera louco o que tem a palavra de DEUS gravada no coração. No entanto, “o temor do Senhor é o princípio do saber, mas os loucos desprezam a sabedoria e o ensino.” (Pv 1:7)

by:marcelosafra

sábado, 13 de dezembro de 2014

#2 Retrospectiva - 2014

Oi gente!
Dando continuidade aos Devocionais de Retrospectiva deste ano de 2014.
Leiam...

“A Bíblia é uma sublime resposta, mas não sabemos mais que pergunta ela responde.” Heschel
O fato da ausência de Jesus, o primeiro tijolo retirado da nossa estrutura teológica cotidiana no post anterior, cria a necessidade da remoção de um segundo tijolo.

O Espírito Santo, assim como Jesus, é objeto de pouca ou nenhuma reflexão válida. É também comum ouvir/falar a respeito do Espírito. 
O Espírito está aqui. 
O Espírito está lá. 
O Espírito está em mim. E nestas afirmações nos tornamos meteorólogos espirituais. Imperceptivelmente manipulamos as ações de um Espírito que é comparado ao vento, sopra onde quer (João 3:8). Embutida em nossas afirmações está a irônica crença que temos controle sobre o que é [sobre]naturalmente incontrolável.
A ausência de Jesus trouxe a presença do Espírito, que, por sua vez, está além do nosso controle. Somente quando nos deparamos com a limitação de nossas afirmações nos encontramos na postura ideal para nos aproximar da realidade proposta nas Escrituras.

A presença direta de Jesus, junto com seu ministério de ensino, foram interrompidos por sua morte. Uma das últimas coisas que Jesus disse a seus discípulos foi: “ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora… mas, quando vier aquele Espírito de verdade, Ele vos guiará em toda a verdade” (João 16:12-13). 
O Espírito aparece para preencher o vazio deixado pela ausência de Jesus. Ao contrário de nossas expectativas ou crenças pouco articuladas Ele não veio para criar uma nova religião mas para ser um ensinador da verdade! Anti-climático para alguns.
O Espírito, como Cristo, veio para expandir nossa compreensão da revelação que começou logo após a saída do Éden. Como Cristo, Ele veio para nos ajudar a entender “começando por Moisés, e por todos os profetas” o que de Cristo se achava nas Escrituras (Lucas 24:27). Consequentemente, o Espírito também veio para nos fazer lembrar das palavras do próprio Cristo (João 14:26).
Mas hoje é muito mais fácil dizer que o Espírito está aqui, lá, em mim, do que enfrentá-lO como ensinador da verdade na revelação da Palavra. As palavras de Buber ajudam neste contexto:
Pessoas hoje resistem às Escrituras, porque elas não conseguem suportar revelação. 

Suportar revelação significa suster a completa crucialidade do momento, responder ao momento, ser responsável por ele. Pessoas hoje resistem às Escrituras, porque elas não são mais responsivas nem responsáveis. Elas alegam fazer muito; mas o único empreendimento verdadeiro, o empreendimento da responsabilidade, elas industrialmente evitam. (Buber, Rosenzweig – Scripture and Translation)
Na ausência de Jesus o que nos resta são o vazio que Ele deixou e um anseio por Revelação!
Na esperança que o vento do Espírito sopre próximo de nós. 
Para que, ao abrirmos a Palavra –em solitude como em comunidade– a experiência seja mais do que meramente rotineira, mas o início de uma transformação. Não podemos mais industrialmente evitar aquilo que essencialmente mais precisamos: Revelação.

by:marcelosafra

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

#1 Retrospectiva - 2014

Oi gente!
o ano de 2014 já se findando, mas vale lembrar que a palavra do nosso DEUS se renova a cada manhã. Por tanto, precisamos guardar em nossos corações o desejo de servi-lO e adorá-lO de todo o coração e em espirito e em verdade.
Leiam...

“A ascensão de Jesus representa minha maior luta de fé…” Yancey
“Fale, Memória.” É assim que começa A Odisséia de Homero. O poema épico que narra a história do guerreiro Odisseu que busca retornar para seu lar em Íthaca após a bantalha de Tróia.

A jornada, porém, leva tempo; décadas, já que é constantemente inviabilizada pelo complexo panteão de deuses gregos e suas crises internas.
Fale, memória.
Deixar a memória falar é um risco.
Quando a memória fala a realidade atual é interpretada pelos seus inúmeros precedentes.
O certo e seguro se torna incerto e inseguro.
A memória tem essa habilidade, de fazer instável o estável, de abalar as estruturas aparentemente sólidas do pensamento negligente da reflexão que ouve sua voz.
O livro de Eclesiastes alude ao potencial da memória: “o que foi é o que há de ser.”
Para entender o que está por vir, é necessário olhar para trás.
Se fazer vulnerável para o que a memória, a filha do passado, tem a dizer, assim…
Fale, memória!

De tudo que a memória pode falar para iluminar nossa jornada, que, diferentemente da jornada de Odisseu, é às vezes impossibilitada por um panteão diferente de deuses, comecemos pelo começo. Comecemos retirando um dos tijolos mais antigos na nossa superficial estrutura teológica cotidiana. Hoje é comum ouvir e falar a respeito de Jesus. Jesus está aqui, Jesus está lá, Jesus está em mim… sendo que uma das verdades bíblicas mais significativas, mais desafiadoras e mais esquecidas atualmente é: Jesus se foi.
Fale, memória?
O livro de Atos afirma que Jesus “foi elevado às alturas” (Atos 1:9) e que voltaria “da mesma forma” (Atos 1:11). Jesus disse antes de sua morte para os fariseus: “para onde eu vou, não podeis vir” (João 8:21), e para os discípulos: “para onde eu vou não podes agora seguir-me” (João 13:36).
A sequência de João 13:36 até João 17 pode ser vista como um agrupamento de orientações sobre como viver sem a presença física ou direta de Jesus.
E com a exceção dos Evangelhos que narram a vida de Jesus, a Bíblia, como um todo, pode ser vista por esta ótica: um manual de como viver na ausência de DEUS, e depois, de Jesus. Desde o primeiro exílio do Jardim (Gênesis 3:23-24) até nosso exílio atual… ausência.
Quando a memória fala, a realidade atual muda. O conforto criado pelo que é dito se torna o desconforto criado pelo que foi dito. Jesus se foi, mas deixou a promessa da vinda de um Consolador: “Eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro Consolador” (João 14:16).
A articulação da fé em nossos dias precisa inevitavelmente lidar com este fato: Jesus se foi. E agora?
Fé não é a resposta, mas a pergunta.
Fale, memória.

by:marcelosafra

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

#Precisamos viver o NOVO de Deus!

Oi gente!
Bom demais é falar e viver o AMOR de Deus em nossas vidas.
E porque não flaar daquilo que Deus tem feito em nossa vidas?
Precisamos viver o NOVO de Deus!
Leiam...

Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.
2 Coríntios – 5 – 17

Algumas resoluções típica de um novo ano são: perder peso, fazer mais exercícios físicos, gastar menos tempo no trabalho e mais tempo para a família, quem sabe até parar de conversar no telefone celular quando se está dirigindo.

Não é de se surpreender que queiramos mudar algumas coisas em nossas vidas com as quais estamos infelizes; embora a maioria das resoluções de Ano Novo perdurem não mais do que três semanas.
E se você perguntasse a Deus o que Ele quer que você mude, melhore ou comece neste ano ? Talvez Deus lhe diga:
Demosntre melhor os frutos do Espiríto em sua vida, os quais são: ” (…) caridade, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.” Gálatas 5:22
“Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem (…)” . Mateus 5:44
“Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. ” Marcos 16:15
“Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei.” Hebreus 13:5
“E a caridade é esta: que andemos segundo os seus mandamentos. Este é o mandamento, como já desde o princípio ouvistes: que andeis nele.” 2 João 1:6

Como crentes e novas criaturas, podemos ser libertos de velhos padrões e fracassos. Devemos pedir a Deus que nos ajude a viver cada dia no poder do Espírito Santo. Então poderemos deixar as coisas que são antigas e aceitar o que é novo.
2 Corintios 5:17

by:marcelosafra

sábado, 29 de novembro de 2014

#Homenagem a Roberto Gomez Bolanos

Oi gente!
Eu prefiro ‪#‎Morrer‬ do que perder a ‪#‎Vida‬!
Autor - Roberto Bolanos (O Chaves)
Realmente quando paramos e lemos essa frase, parece uma brincadeira sem nexo.
Mas ao analisar bem essa frase percebe-se que sua natureza vai além do que pensamos. 
Pois se trouxermos para a nossa realidade cristã é clara a comparação com o que Jesus Cristo pregou...

Morrer para este mundo para viver a Vida Eterna com Deus...
Pesne nisso, pois se até numa brincadeira há sabedoria de palavras, quanto mais há sabedoria para aqueles que ouvem e praticam essas palavras...



segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Vinho novo em odres novos

Oi gente!
Deus tem algo novo para a sua vida!
Leiam...

Ninguém põe vinho novo em odres velhos; do contrário, o vinho romperá os odres; e tanto se perde o vinho como os odres. Mas põe-se vinho novo em odres novos. (Marcos 2.22).

Odre é como se chama um antigo recipiente feito de pele de animal, geralmente de cabra, usado para o transporte de líquidos (Wikipédia).
Esses recipientes (odres) quando novos eram bem flexíveis e macios, mas quando velho perdiam sua elasticidade. Se fosse derramado vinho novo nesse odre velho, o recipiente estourava e o vinho se perdia (Bispa Sônia Rodovalho). Toda uma preparação da época era necessária para confecção desses recipientes.
Jesus usou uma parábola para nos trazer uma comparação e uma revelação, Ele sempre fazia isso para ensinar os seus seguidores.
Por meio desse texto Ele trás importantes ensinamentos à igreja, falando de um novo tempo, de odres novos e vinho novo.
O texto ainda menciona que ninguém põe remendo de pano novo em veste velha (v.21).
O novo e o velho não se misturam! É preciso entender que viver em Jesus é deixar a prática do pecado para receber o novo de Deus.
O 13º Congresso de Louvor Diante do Trono trará este assunto como tema principal (Vinho Novo, Odres Novos), serão dias de grandes ministrações e grandes revelações da Palavra de Deus ao povo de Deus.
A canção de Ludmila Ferber fala dessa mensagem:

“ Vinho novo, Vinho novo, Vinho novo, Abundantemente em tua vida Vinho novo, Vinho novo, Vinho novo, Abundantemente em tua vida
Vinho novo, Jesus Em odres novos, nossas vidas”
Seja um odre novo e receba o vinho novo que o Senhor tem para te dar, pois assim iremos entender qual é a boa, perfeita e agradável vontade de Deus para nossas vidas.

Deus lhe abençoe!
Por - Suely Marques de Rezende

by:marcelosafra

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

#Chegou o Natal

Oi gente!
Assistam a história do Natal contada de uma forma linda por crianças.
Vejam...

by:marcelosafra











sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Hoje é o Dia da Reforma Protestante - Conheça as 95 teses de Martinho Lutero

Oi gente!
Hoje, 31 de Outubro, é um dia muito especial para nós cristãos evangélicos, pois nesta data é comemorada o dia da Reforma Protestante que se opôs as teses da igreja Católica através de um homem corajoso que visitado por DEUS enxergou a maneira errônia que os cristãos estavam sendo conduzidos e lançou as suas 95 teses sendo contra o que a Igreja dizia ser de DEUS quando, na verdade, não passava da vontade de homens. 
Observamos isso na época da Inquisição. (Idade Média)
Leiam....

No dia 31 de outubro é comemorado por evangélicos de todo o mundo o Dia da Reforma Protestante. Em 1517, um dia antes da festa católica de “Todos os Santos”, o monge agostiniano Martinho Lutero pregou publicamente suas 95 teses (veja abaixo), na porta da Catedral de Wittenberg, na Alemanha. Seu apelo era por uma mudança nas práticas da Igreja Católica, por isso o nome “Reforma”.

A iniciativa teve consequências por toda a Europa, dividiu reinos, gerou protestos e mortes. E mudou para sempre a Igreja. Para alguns, Lutero destruiu a unidade do que era considerada a igreja, era um monge renegado que desejava apenas destruir os fundamentos da vida monástica. Para outros, é um grande herói, que restaurou a pregação do evangelho puro de Jesus e da Bíblia, o reformador de uma igreja corrupta.
O fato é que ele mudou o curso da história ao desafiar o poder do papado e do império, e possibilitou que o povo tivesse acesso à Bíblia em sua própria língua. A principal doutrina de Lutero era contra o pagamento de penitências e indulgências aos líderes religiosos. Ele enfatizava que a salvação é pela graça, não por obras.

Conta-se que muita coisa mudou dentro daquele monge até então submisso ao papa quando, em 1515, Lutero começou a dar palestras sobre a Epístola aos Romanos. Ao estudar as Escrituras se deparou com o primeiro capítulo de Romanos, que decretava “o justo viverá pela fé”. 

Desvendava-se diante dele o que é conhecida como “justificação pela fé”, ou seja, a justificação do pecador diante de Deus não é por um esforço pessoal, mas sim um presente dado àqueles que acreditam na obra de Cristo na cruz.


Porta da Catedral de Wittenberg, na Alemanha, onde Martinho Lutero pregou publicamente suas 95 teses

O movimento encabeçado por Lutero ocorreu durante um dos períodos mais revolucionários da história (passagem da IdadeMédia para o Renascimento) e mostra como as crenças de um homem pode mudar o mundo.

A controvérsia acabou sendo, segundo historiadores, maior do que Lutero pretendia ou imaginara. Porém, ao atacar a venda de indulgências por parte da igreja, acabou opondo-se ao lucro obtido por pessoas muito mais poderosas do que ele. Segundo Lutero, se era verdade que o Papa tinha poder de tirar as almas do purgatório, devia usar esse poder, não por razões egoístas, como a necessidade arrecadar fundos para construir uma igreja, mas simplesmente por amor, e devia fazê-lo gratuitamente. A idolatria aos santos também foi um dos grandes pontos de discórdia com os lideres católicos.

A maioria dos historiadores concorda que Lutero teria tentado apresentar seus argumentos ao Papa e alguns amigos de outras universidades. No entanto, as teses colocadas na porta da Catedral de Wittemberg e os muitos argumentos teológicos impressos e distribuídos por ele nos meses seguintes, acabaram se espalhando por toda a Europa, fazendo com que ele fosse chamado ao Vaticano para se retratar perante o Papa. A partir de então, entrou abertamente em conflito com a Igreja Católica.

Acabou excomungado em 1520, pelo papa Leão X. Alegava-se que ele incorria em “heresia notória”. Devido a esses acontecimentos, Lutero temendo a morte, ficou exilado no Castelo de Wartburg, por cerca de um ano. Durante esse período trabalhou na sua tradução da Bíblia para o alemão, resultando na impressão do Novo Testamento em setembro de 1522.

Legado de Lutero

O famoso pastor Charles Spurgeon escreveu:

“Lutero aprendeu a ser independente de todos os homens, pois ele lançou-se sobre o seu Deus! Ele tinha todo o mundo contra ele e ainda viveu alegremente.

Se o Papa excomungou, ele queimou a bula de excomunhão! Se o Imperador o ameaçou, ele alegrou-se porque se lembrou das palavras do Senhor: “Os reis da terra se levantam, e os príncipes dos países juntos. Aquele que está sentado nos céus se rirá” (Salmo 2).

Quando disseram-lhe: “Onde você vai encontrar abrigo se o Príncipe Eleitor não protegê-lo?”. Ele respondeu: “Sob o escudo amplo de Deus”. Lutero não podia ficar parado. Ele tinha que escrever e falar! E oh, com que confiança ele falou! Abominava as dúvidas sobre Deus e as Escrituras!” 

Para algumas vertentes do catolicismo, os protestantes são hereges. Para outras, “irmãos separados”. O movimento originado por Lutero ficou conhecido como Protestantismo e seus seguidores como “protestantes”. O termo é pouco comum no Brasil, onde se prefere usar “evangélicos”.

As 95 teses:

1. Ao dizer: “Fazei penitência”, etc. [Mt 4.17], o nosso Senhor e Mestre Jesus Cristo quis que toda a vida dos fiéis fosse penitência.

2. Esta penitência não pode ser entendida como penitência sacramental (isto é, da confissão e satisfação celebrada pelo ministério dos sacerdotes).

3. No entanto, ela não se refere apenas a uma penitência interior; sim, a penitência interior seria nula se, externamente, não produzisse toda sorte de mortificação da carne.

4. Por consequência, a pena perdura enquanto persiste o ódio de si mesmo (isto é a verdadeira penitência interior), ou seja, até a entrada do reino dos céus.

5. O papa não quer nem pode dispensar de quaisquer penas senão daquelas que impôs por decisão própria ou dos cânones.

6. O papa não tem o poder de perdoar culpa a não ser declarando ou confirmando que ela foi perdoada por Deus; ou, certamente, perdoados os casos que lhe são reservados. Se ele deixasse de observar essas limitações, a culpa permaneceria.

7. Deus não perdoa a culpa de qualquer pessoa sem, ao mesmo tempo, sujeitá-la, em tudo humilhada, ao sacerdote, seu vigário.

8. Os cânones penitenciais são impostos apenas aos vivos; segundo os mesmos cânones, nada deve ser imposto aos moribundos.

9. Por isso, o Espírito Santo nos beneficia através do papa quando este, em seus decretos, sempre exclui a circunstância da morte e da necessidade.

10. Agem mal e sem conhecimento de causa aqueles sacerdotes que reservam aos moribundos penitências canônicas para o purgatório.

11. Essa cizânia de transformar a pena canônica em pena do purgatório parece ter sido semeada enquanto os bispos certamente dormiam.

12. Antigamente se impunham as penas canônicas não depois, mas antes da absolvição, como verificação da verdadeira contrição.

13. Através da morte, os moribundos pagam tudo e já estão mortos para as leis canônicas, tendo, por direito, isenção das mesmas.

14. Saúde ou amor imperfeito no moribundo necessariamente traz consigo grande temor, e tanto mais quanto menor for o amor.

15. Este temor e horror por si sós já bastam (para não falar de outras coisas) para produzir a pena do purgatório, uma vez que estão próximos do horror do desespero.

16. Inferno, purgatório e céu parecem diferir da mesma forma que o desespero, o semidesespero e a SEGURANÇA.

17. Parece necessário, para as almas no purgatório, que o horror devesse diminuir à medida que o amor crescesse.

18. Parece não ter sido provado, nem por meio de argumentos racionais nem da Escritura, que elas se encontrem fora do estado de mérito ou de crescimento no amor.

19. Também parece não ter sido provado que as almas no purgatório estejam certas de sua bem-aventurança, ao menos não todas, mesmo que nós, de nossa parte, tenhamos plena certeza disso.

20. Portanto, por remissão plena de todas as penas, o papa não entende simplesmente todas, mas somente aquelas que ele mesmo impôs.

21. Erram, portanto, os pregadores de indulgências que afirmam que a pessoa é absolvida de toda pena e salva pelas indulgências do papa.

22. Com efeito, ele não dispensa as almas no purgatório de uma única pena que, segundo os cânones, elas deveriam ter pago nesta vida.

23. Se é que se pode dar algum perdão de todas as penas a alguém, ele, certamente, só é dado aos mais perfeitos, isto é, pouquíssimos.

24. Por isso, a maior parte do povo está sendo necessariamente ludibriada por essa magnífica e indistinta promessa de absolvição da pena.

25. O mesmo poder que o papa tem sobre o purgatório de modo geral, qualquer bispo e cura tem em sua diocese e paróquia em particular.

26. O papa faz muito bem ao dar remissão às almas não pelo poder das chaves (que ele não tem), mas por meio de intercessão.

27. Pregam doutrina mundana os que dizem que, tão logo tilintar a moeda lançada na caixa, a alma sairá voando [do purgatório para o céu].

28. Certo é que, ao tilintar a moeda na caixa, pode aumentar o lucro e a cobiça; a intercessão da Igreja, porém, depende apenas da vontade de Deus.

29. E quem é que sabe se todas as almas no purgatório querem ser resgatadas, como na história contada a respeito de São Severino e São Pascoal?

30. Ninguém tem certeza da veracidade de sua contrição, muito menos de haver conseguido plena remissão.

31. Tão raro como quem é penitente de verdade é quem adquire autenticamente as indulgências, ou seja, é raríssimo.

32. Serão condenados em eternidade, juntamente com seus mestres, aqueles que se julgam seguros de sua salvação através de carta de indulgência.

33. Deve-se ter muita cautela com aqueles que dizem serem as indulgências do papa aquela inestimável dádiva de Deus através da qual a pessoa é reconciliada com Ele.

34. Pois aquelas graças das indulgências se referem somente às penas de satisfação sacramental, determinadas por seres humanos.

35. Os que ensinam que a contrição não é necessária para obter redenção ou indulgência, estão pregando doutrinas incompatíveis com o cristão.

36. Qualquer cristão que está verdadeiramente contrito tem remissão plena tanto da pena como da culpa, que são suas dívidas, mesmo sem uma carta de indulgência.

37. Qualquer cristão verdadeiro, vivo ou morto, participa de todos os benefícios de Cristo e da Igreja, que são dons de Deus, mesmo sem carta de indulgência.

38. Contudo, o perdão distribuído pelo papa não deve ser desprezado, pois – como disse – é uma declaração da remissão divina.

39. Até mesmo para os mais doutos teólogos é dificílimo exaltar simultaneamente perante o povo a liberalidade de indulgências e a verdadeira contrição.

40. A verdadeira contrição procura e ama as penas, ao passo que a abundância das indulgências as afrouxa e faz odiá-las, ou pelo menos dá ocasião para tanto.

41. Deve-se pregar com muita cautela sobre as indulgências apostólicas, para que o povo não as julgue erroneamente como preferíveis às demais boas obras do amor.

42. Deve-se ensinar aos cristãos que não é pensamento do papa que a compra de indulgências possa, de alguma forma, ser comparada com as obras de misericórdia.

43. Deve-se ensinar aos cristãos que, dando ao pobre ou emprestando ao necessitado, procedem melhor do que se comprassem indulgências.

44. Ocorre que através da obra de amor cresce o amor e a pessoa se torna melhor, ao passo que com as indulgências ela não se torna melhor, mas apenas mais livre da pena.

45. Deve-se ensinar aos cristãos que quem vê um carente e o negligencia para gastar com indulgências obtém para si não as indulgências do papa, mas a ira de Deus.

46. Deve-se ensinar aos cristãos que, se não tiverem bens em abundância, devem conservar o que é necessário para sua casa e de forma alguma desperdiçar DINHEIRO com indulgência.

47. Deve-se ensinar aos cristãos que a compra de indulgências é livre e não constitui obrigação.

48. Deve ensinar-se aos cristãos que, ao conceder perdões, o papa tem mais desejo (assim como tem mais necessidade) de oração devota em seu favor do que do dinheiro que se está pronto a pagar.

49. Deve-se ensinar aos cristãos que as indulgências do papa são úteis se não depositam sua confiança nelas, porém, extremamente prejudiciais se perdem o temor de Deus por causa delas.

50. Deve-se ensinar aos cristãos que, se o papa soubesse das exações dos pregadores de indulgências, preferiria reduzir a cinzas a Basílica de S. Pedro a edificá-la com a pele, a carne e os ossos de suas ovelhas.

51. Deve-se ensinar aos cristãos que o papa estaria disposto – como é seu dever – a dar do seu dinheiro àqueles muitos de quem alguns pregadores de indulgências extorquem ardilosamente o dinheiro, mesmo que para isto fosse necessário vender a Basílica de S. Pedro.

52. Vã é a confiança na salvação por meio de cartas de indulgências, mesmo que o comissário ou até mesmo o próprio papa desse sua alma como garantia pelas mesmas.

53. São inimigos de Cristo e do Papa aqueles que, por causa da pregação de indulgências, fazem calar por inteiro a palavra de Deus nas demais igrejas.

54. Ofende-se a palavra de Deus quando, em um mesmo sermão, se dedica tanto ou mais tempo às indulgências do que a ela.

55. A atitude do Papa necessariamente é: se as indulgências (que são o menos importante) são celebradas com UM TOQUE de sino, uma procissão e uma cerimônia, o Evangelho (que é o mais importante) deve ser anunciado com uma centena de sinos, procissões e cerimônias.

56. Os tesouros da Igreja, a partir dos quais o papa concede as indulgências, não são suficientemente mencionados nem conhecidos entre o povo de Cristo.

57. É evidente que eles, certamente, não são de natureza temporal, visto que muitos pregadores não os distribuem tão facilmente, mas apenas os ajuntam.

58. Eles tampouco são os méritos de Cristo e dos santos, pois estes sempre operam, sem o papa, a graça do ser humano interior e a cruz, a morte e o inferno do ser humano exterior.

59. S. Lourenço disse que os pobres da Igreja são os tesouros da mesma, empregando, no entanto, a palavra como era usada em sua época.

60. É sem temeridade que dizemos que as chaves da Igreja, que foram proporcionadas pelo mérito de Cristo, constituem estes tesouros.

61. Pois está claro que, para a remissão das penas e dos casos especiais, o poder do papa por si só é suficiente.

62. O verdadeiro tesouro da Igreja é o santíssimo Evangelho da glória e da graça de Deus.

63. Mas este tesouro é certamente o mais odiado, pois faz com que os primeiros sejam os últimos.

64. Em contrapartida, o tesouro das indulgências é certamente o mais benquisto, pois faz dos últimos os primeiros.

65. Portanto, os tesouros do Evangelho são as redes com que outrora se pescavam homens possuidores de riquezas.

66. Os tesouros das indulgências, por sua vez, são as redes com que hoje se pesca a riqueza dos homens.

67. As indulgências apregoadas pelos seus vendedores como as maiores graças realmente podem ser entendidas como tais, na medida em que dão boa renda.

68. Entretanto, na verdade, elas são as graças mais ínfimas em comparação com a graça de Deus e a piedade da cruz.

69. Os bispos e curas têm a obrigação de admitir com toda a reverência os comissários de indulgências apostólicas.

70. Têm, porém, a obrigação ainda maior de observar com os dois olhos e atentar com ambos os ouvidos para que esses comissários não preguem os seus próprios sonhos em lugar do que lhes foi incumbidos pelo papa.

71. Seja excomungado e amaldiçoado quem falar contra a verdade das indulgências apostólicas.

72. Seja bendito, porém, quem ficar alerta contra a devassidão e licenciosidade das palavras de um pregador de indulgências.

73. Assim como o papa, com razão, fulmina aqueles que, de qualquer forma, procuram defraudar o comércio de indulgências,

74. muito mais deseja fulminar aqueles que, a pretexto das indulgências, procuram fraudar a santa caridade e verdade.

75. A opinião de que as indulgências papais são tão eficazes a ponto de poderem absolver um homem mesmo que tivesse violentado a mãe de Deus, caso isso fosse possível, é loucura.

76. Afirmamos, pelo contrário, que as indulgências papais não podem anular sequer o menor dos pecados venais no que se refere à sua culpa.

77. A afirmação de que nem mesmo São Pedro, caso fosse o papa atualmente, poderia conceder maiores graças é blasfêmia contra São Pedro e o Papa.

78. Dizemos contra isto que qualquer papa, mesmo São Pedro, tem maiores graças que essas, a saber, o Evangelho, as virtudes, as graças da administração (ou da cura), etc., como está escrito em I Coríntios XII.

79. É blasfêmia dizer que a cruz com as armas do papa, insigneamente erguida, eqüivale à cruz de Cristo.

80. Terão que prestar contas os bispos, curas e teólogos que permitem que semelhantes sermões sejam difundidos entre o povo.

81. Essa licenciosa pregação de indulgências faz com que não seja fácil nem para os homens doutos defender a dignidade do papa contra calúnias ou questões, sem dúvida argutas, dos leigos.

82. Por exemplo: Por que o papa não esvazia o purgatório por causa do santíssimo amor e da extrema necessidade das almas – o que seria a mais justa de todas as causas, se redime um número infinito de almas por causa do funestíssimo DINHEIRO para a construção da basílica – que é uma causa tão insignificante?

83. Do mesmo modo: Por que se mantêm as exéquias e os aniversários dos falecidos e por que ele não restitui ou permite que se recebam de volta as doações efetuadas em favor deles, visto que já não é justo orar pelos redimidos?

84. Do mesmo modo: Que nova piedade de Deus e do papa é essa que, por causa do DINHEIRO, permite ao ímpio e inimigo redimir uma alma piedosa e amiga de Deus, mas não a redime por causa da necessidade da mesma alma piedosa e dileta por amor gratuito?

85. Do mesmo modo: Por que os cânones penitenciais – de fato e por desuso já há muito revogados e mortos – ainda assim são redimidos com dinheiro, pela concessão de indulgências, como se ainda estivessem em pleno vigor?

86. Do mesmo modo: Por que o papa, cuja fortuna hoje é maior do que a dos ricos mais crassos, não constrói com seu próprio dinheiro ao menos esta uma basílica de São Pedro, ao invés de fazê-lo com o dinheiro dos pobres fiéis?

87. Do mesmo modo: O que é que o papa perdoa e concede àqueles que, pela contrição perfeita, têm direito à plena remissão e participação?

88. Do mesmo modo: Que benefício maior se poderia proporcionar à Igreja do que se o papa, assim como agora o faz uma vez, da mesma forma concedesse essas remissões e participações cem vezes ao dia a qualquer dos fiéis?

89. Já que, com as indulgências, o papa procura mais a salvação das almas do que o dinheiro, por que suspende as cartas e indulgências, outrora já concedidas, se são igualmente eficazes?

90. Reprimir esses argumentos muito perspicazes dos leigos somente pela força, sem refutá-los apresentando razões, significa expor a Igreja e o papa à zombaria dos inimigos e fazer os cristãos infelizes.

91. Se, portanto, as indulgências fossem pregadas em conformidade com o espírito e a opinião do papa, todas essas objeções poderiam ser facilmente respondidas e nem mesmo teriam surgido.

92. Portanto, fora com todos esses profetas que dizem ao povo de Cristo “Paz, paz!” sem que haja paz!

93. Que prosperem todos os profetas que dizem ao povo de Cristo “Cruz! Cruz!” sem que haja cruz!

94. Devem-se exortar os cristãos a que se esforcem por seguir a Cristo, seu cabeça, através das penas, da morte e do inferno.

95. E que confiem entrar no céu antes passando por muitas tribulações do que por meio da confiança da paz.

Fonte: Wikipédia e Protestante Digital

by:marcelosafra

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

#Impactante

Oi gente!
Quero compartilhar com vocês essa Poderosa Ministração do MInistério de Dança - Louvor na Terra em Ação com a direção dessa pessoa maravilhosa que tive a honra de conhecê-la e participar de um de seus WorkShop - Victória Mofato.
Sejam impactados pelo poder de DEUS!!!

Vejam...

by:marcelosafra

terça-feira, 21 de outubro de 2014

‪#‎Pérolas‬

Oi gente!
Prontos para colherem suas Pérolas?
leiam...

A benção que tanto esperamos de DEUS são como Pérolas.
Porque a Ostra ao ingerir um grão de areia passa um processo muito ruim, doloroso, desgastante e incômodo, assim como cada um de nós passamos em nossas vidas. 
Pois quem disse que é fácil?
Nossas leves e momentãneas tribulações produzem em nós peso de glória.
As lutas, tentações e perseguições que enfrentamos fazem com que amadereçamos e cresçamos até alcançarmos a estatura de homens e mulhers perfeitos, segundo o coração de DEUS.
Por tanto, não ceda, não pare e nã odesista. Pois DEUS é contigo e não vai deixar você sozinho nas dificuldades.
Creia, Confie e Espere nEle.

Lembre-se, que as dores que enfrentamos e angúntias que temos que suportar estão produzindo lindas Pérolas na sua vida. 

Receba!!!

by:marcelosafra

domingo, 19 de outubro de 2014

# As 4 Estações da nossa vida

Oi gente!
As nossas vidas também passam por estações.
Leiam...

A nossa vida é parecida como uma árvore que, exposta às estações, sofre mudanças.
Num momento estamos radiantes como o verão, alegres e contentes , pois parece que nada pode nos abalar.
Mas, de repente, algo acontece transformando toda essa alegria e fazendo com que as nossas folhas, que outrora brilhavam, comecem a secar e a cair. E, como se não bastasse, logo surge um inverno frio, gélido com sua aparente tristeza e simbolizando que é o fim da nossa vida, pois tudo é solidão.
Caíram as folhas e todo o brilho que nos restava. Desapareceu com o frio impetuoso que assombra a árvore de nossas vidas. Os amigos se foram, a família não nos entende e tudo o que nos resta é chorar e nada parece funcionar.
Não temos mais forças para chorar e parece que DEUS nos esqueceu, pois nosso choro e angústia nos ferem dia após dia, dia após dia, dia após dia...
Mas não é o teu fim.
Sabe por quê?
Porque mesmo, que aparentemente, pareça não ter mais jeito, DEUS intervém ao nosso favor e diz uma seguinte frase que restaura em nós a FORÇA e a ESPERANÇA e a primavera em nossas vidas renasce...

"... O teu choro pode estar durando toda uma noite, mas a tua ‪#‎ALEGRIA‬vem ao amanhecer...
Salmos 30:5b

Por tanto, não há o que temer.
Levanta e ‪#‎RESPLANDECE‬
Diga: Pai, eu Confiarei!!!
Não temas, porque EU, o SENHOR, SOU contigo!
Agindo EU, quem impedirá!?
EU SOU o Alfa e o ômega, Princípio e Fim!!!
O controle da sua vida está ou não está em minhas Mãos?
Descanse, pois essa enfermidade é para glória de Deus!

Ass: Jesus Cristo...
by:marcelosafra

domingo, 12 de outubro de 2014

Tornem-se Como Crianças

Oi gente!
Um pequeno Devocional do autor Max Lucado.
Leiam...

Nós fraquinhos de oração temos medo de orar errado. Qual a etiqueta esperada e o código de conduta para oração? E se eu me ajoelhar ao invés de ficar em pé?

A resposta de Jesus?
Em Mateus 18:3 “Tornem-se como crianças”. 
Despreocupados.
Cheios de alegria.
 Brincalhões (lhonas). 
Confiantes. 
Curiosos. 
Confiem mais – e se exibam menos.

Deus prefere este cumprimento: 
“Deus, o Senhor é meu Papai, e eu seu filho!
” É difícil se exibir e chamar Deus de “Papai” ao mesmo tempo.
Impossível, de fato. Lembre-se, a oração não depende de como você ora. 
O poder da oração depende dAquele que escuta a oração!

Aqui está o meu desafio simples de oração para você hoje! 
Junte-se comigo cada dia durante 4 semanas por 4 minutos de oração. 
E seja honesto – honesto para com Deus!

Extraído de - http://www.maxlucado.com.br/devocional-diario/tornem-se-como-criancas/#more-'

by:marcelosafra

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Sublime... DVD - Leonardo Gonçalves

Oi gente!
Aguardando ansioso por este DVD que traz um cantor que supera todas as expectativas...
Leonardo Gonçalves...
Glórias a Deus!!!

Vejam...
by:marcelosafra


sábado, 4 de outubro de 2014

Como reconhecer um verdadeiro líder

Oi gente!
Acautelai-vos dos falsos profetas e falsos mestres disse Jesus para cada um de nós em sua Palavra.
E a respeito da liderança nós precisamos também prestara atenção, pois um verdadeiro líder se conhece por suas obras.
Leiam...

A melhor forma de saber se uma pessoa está exercendo sua função de líder de maneira eficaz ou não, é observando o motivo pelo qual as pessoas a seguem. É muito fácil conseguir seguidores quando a fidelidade está atrelada a algum benefício, ou quando os seguidores dependem de seu líder para sobreviver, como acontece em alguns lugares de trabalho.

O grande desafio é fazer com que pessoas sigam nossos passos ou diretrizes de liderança, sem oferecer-lhes nada em troca, a não ser aquilo que somos – líderes. A igreja é bom lugar onde podemos colocar em prática a liderança por influência e não por conveniência.

Agrupar um grande número de pessoas e organizá-las de forma que trabalhem por uma mesma causa (Evangelho de Cristo), sem renumerações e acima de tudo pedir a eles que façam esse trabalho da melhor maneira, é um desafio que somente os verdadeiros líderes aceitam.

Jesus é o maior exemplo de liderança, formou a partir de doze pessoas, a maior organização que já existiu, a longevidade dessa organização tem rompido a barreira dos séculos, e sua forma de liderar tem servido de inspiração e exemplo a serem aplicados em áreas de nossa vida pessoal, ministerial e até por grandes empresas.

Mesmo não renumerando financeiramente seus seguidores, Jesus recebeu em troca as maiores provas de fidelidade por parte de seus seguidores. No entanto, muitos homens e mulheres de Deus, também tiveram a oportunidade de colocar a prova sua liderança, ao não oferecer nada mais que as suas próprias vidas. Foi assim que elas descobriram o motivo pelo qual haviam sido chamadas por Deus. Dentre vários exemplos Bíblicos quero destacar a vida de Noemi.

E por que ela? Porque mesmo não tendo nada que oferecer a sua nora Rute, por ser velha (como ela mesma menciona; cf. Rute 1.12) e por não saber o que lhe reservava o futuro, conseguiu influir de tal forma na vida de Rute, que já não a quis deixá-la.

Analisando sua história pude identificar as quatro principais maneiras de influir na vida das pessoas:
1° – Conquistando o respeito daqueles que vivem sob nossa liderança.

Quantos liderados não escapariam das “garras” de seus líderes se tivessem a oportunidade? Se fosse apresentado aos trabalhadores de uma empresa, a oportunidade de seguirem recebendo seus respectivos salários com a opção de ficarem em casa ou mudar de ambiente de trabalho, muitos sairiam correndo, agradecidos por não terem que suportar mais, as terríveis experiências ao lado de seus chefes, que muitas vezes não são líderes.

Rute poderia ter escolhido permanecer em sua terra, mas escolheu seguir seu caminho ao lado de sua sogra, que sem dúvida havia ganhado o respeito de sua nora.

“… porque aonde quer que tu fores irei eu…”. (Rute 1.16)


2° – Oferecer um plano de crescimento para aqueles que desfrutem estar sob os efeitos de nossa liderança.

Disse, porém, Rute: Não me instes para que te abandone, e deixe de seguir-te; porque aonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus;
Onde quer que morreres morrerei eu, e ali serei sepultada. Faça-me assim o Senhor, e outro tanto, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti.

Rute 1:16-17

Junto com o respeito adquirido, o verdadeiro líder deve oferecer um plano de crescimento de longo prazo para todos aqueles que queiram estar ao seu lado. Ao ver as palavras de Rute, podemos dar-nos conta que ela estava decidida a seguir Noemi, não por um dia, uma semana, mas até a morte.

Talvez nem mesmo a própria Noemi entendesse o porquê de aquela jovem estar tão decidida em segui-la. A melhor forma de comprovar nossa capacidade de liderar é obtendo a confiança das pessoas, expressa em atitudes de afirmação e aprovação de nossas habilidades.
3° – Um verdadeiro líder sempre está em busca de novas oportunidades, de soluções para problemas que tragam benefícios a todos em sua volta.

Qualquer líder se sente a vontade para liderar em épocas de abundância, de segurança e caminhos abertos, mas, o que fazer quando o único que temos para oferecer é a fé que tudo terminará bem?

Noemi acabara de perder seu esposo, seus filhos e a causa disso teria que voltar a sua terra – Belém. Um futuro incerto, nada atraente para que as pessoas desejassem realizar uma viagem rumo ao desconhecido com ela. Mas Rute aceitou.

Paradoxalmente, são nos momentos mais difíceis que os líderes aparecem. A coragem de Noemi em querer recomeçar uma nova vida em sua terra, serviu a Rute como uma prova de que ela era uma grande líder.
4° – Um verdadeiro líder sempre oferece a mesma proteção que está sobre sua vida àqueles que o seguem.

“O Senhor retribua o teu feito; e te seja concedido pleno galardão da parte do Senhor Deus de Israel, sob cujas asas te vieste abrigar.”
Rute 2:12

Rute decidiu seguir a Noemi, devido a sua capacidade de refugiar-se em Deus, já que em todo o tempo – em que Rute esteve em sua casa – ainda na terra de Moabe, pôde descobrir que a força propulsora na vida de um verdadeiro líder está no Deus que ele (a) confia.

Não se esqueça:
Ganhe (não imponha) o respeito das pessoas;
Ofereça um plano de crescimento a elas;
Busque soluções para os problemas e sai em busca de novas oportunidades;
Confie em Deus e transmita (ensine) essa confiança.

Colocando em prática esses princípios, poderemos dar os primeiros passos rumo a uma liderança efetiva.

Deus abençoe,
by:marcelosafra

domingo, 28 de setembro de 2014

Ninguém está tão longe que não possa voltar

Oi gente!
Não há lugar tão longe que possa te impedir de voltar correndo para os braços do Pai arrependido e determinado a viver com ELE outra vez.
Leiam...

Então dali buscarás ao Senhor teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma.

Deuteronômio 4:29

Este capítulo 4 de Deuteronômio mostra Moisés exortando o povo de Israel, sobre, uma possível apostasia, idolatria e esquecimento do que Deus havia libertado eles. Interessante que todos os pontos exortados por Moisés foram mais à frente desobedecidos e quebrados por ISRAEL.

O primeiro verso deste capítulo 4 de Deuteronômio, já faz uma condicional para ISRAEL, eles deveriam obedecer a Deus e guardar sua palavra para que pudesse possuir a terra prometida. Caso contrário, continuariam vagando e sofrendo antes da promessa ser cumprida. O que mais me chamou a atenção é que nesta exortação feita por Moisés, mesmo que acontecesse quebra de algum ponto dessa exortação, Deus, por sua infinita misericórdia, ouviria a eles, perdoaria, contanto que eles “clamassem de todo coração”.

Veja: “Então dali” buscarás ao Senhor teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma.

Perguntamos: Dali onde? De onde eles estivessem [desviados] poderiam clamar ao seu Deus e prontamente seriam atendidos. Glórias a Deus por sua misericórdia sobre nossas vidas.

Basta clamar de todo coração e alma

Claro e evidente que não podemos usar isso como desculpa para desviarmos dos caminhos do senhor e pecar premeditadamente, mas caso aconteça, Ele é misericordioso para nos perdoar de todo pecado e injustiça. 1 João 2:1

Assim como Israel, muitos crentes também passam por momentos frios, momentos distantes do Senhor. Eu diria “momentos de filho pródigo”, por estarem em terra estranha, com práticas estranhas, vivendo em desobediência longe do padrão que Deus deixou para as suas vidas.

Mas “dali” mesmo, de onde eles estão, podem clamar de todo coração e serão ouvidos, serão perdoados, serão recebidos, serão aceitos, pois Deus é misericordioso para ligá-los novamente.

O inimigo não quer que a ovelha afastada volte ao aprisco

O inimigo de nossas almas quer colocar na mentes desses desviados que eles jamais terão perdão. O diabo quer inculcar na mente de todos que Deus não terá misericórdia dos filhos pródigos. O diabo quer que eles continuem comendo lavagem dos porcos. Lucas 15:11-32. Essa é a real intenção do diabo “que esses filhos pródigos” continuem distante de seu Pai, que esses se atolem cada vez mais no lamaçal do pecado.

Diante dessa situação ele [diabo] o acusará de dia e de noite. Mas é preciso coragem, é preciso levantar-se dessa situação e voltar correndo para o Pai, reconhecendo seu estado e pedir perdão.

“Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti; Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus jornaleiros. Lucas 15:18-19”

Outro dia conversei com uma jovem que se encontrava desviada, e ela me falava exatamente isso: “O que fiz foi grave, Deus não vai me perdoar. Como voltar para casa do Pai, se eu sei que estou em pecado, sou indigna”, completou. Veja, o inimigo prende, escraviza e ainda acusa diariamente aqueles que se distanciam de Deus.

O Perdão e o abraço do Pai

Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa; e vesti-lho, e ponde-lhe um anel na mão, e alparcas nos pés; E trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos, e alegremo-nos; Porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a alegrar-se. Lucas 15:22-24

“Então dali” buscarás ao Senhor teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma. Deuteronômio 4:29

“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra.” II Crônicas 7:14 

Não sei qual sua real situação espiritual, não sei se estás afastado dos caminhos do Senhor, talvez o diabo tem te acusado diariamente dizendo que não há jeito para você. Mas Deus, por sua infinita misericórdia e palavra, hoje diz pra você: “Daí mesmo onde você se encontra, busque-me, clama-me de todo seu coração, de toda sua alma e me encontrarás”

Verás que Ele nunca se afastou de ti, sentirás seu abraço, receberás uma nova veste e terá o perdão dos pecados.

Deus por Cristo Jesus continue a nos abençoar ricamente!

by:marcelosafra

sábado, 20 de setembro de 2014

Três pastores se suicidaram nos últimos 30 dias

Oi gente!
Triste noticia, porém uma realidade e que foi noticiado e nós precisamos orar um pelos outros.
Leiam....

O que leva uma pessoa a cometer suicídio? Segundo psicólogos, pensamentos são algo bastante comum. O Centro para Controle e Prevenção de Doenças Mentais dos EUA, afirmam que 3,7% por cento da população acima dos 18 anos, pensou seriamente em suicídio no ano passado.

Embora alguns suicídios sejam resultado de um impulso, a maioria é planejada. Ainda segundo dados do Centro, metade das pessoas que fizeram um plano o levaram adiante.

Nos últimos 30 dias, três suicídios de pastores conhecidos chocou a igreja dos Estados Unidos. Em 10 de novembro, Teddy Parker Jr., 42, pastor da Igreja Batista Bibb Mount Zion, na Geórgia se matou com um tiro na cabeça.

Sua esposa o encontrou caído na entrada da garagem de sua casa num domingo. Ele já havia pregado naquela manhã e a teria de pregar novamente naquele dia. Nenhum bilhete ou explicação foi deixado.

Na semana passada, o pastor Ed Montgomery, que estava de luto pela perda da esposa atirou em si mesmo na frente de sua mãe e filho. Ele e sua falecida esposa, a profetisa Jackie Montgomery, lideravam a igreja Assembleia Internacional do Evangelho Pleno, no Estado de Illinois.

Dia 10 de dezembro, suicidou-se Isaac Hunter, o ex-pastor da igreja Summit em Orlando, Florida. Até o momento, não foi divulgado como ele se matou. O caso chamou atenção da mídia secular porque o pai de Isaac, o pastor Joel Hunter tem sido chamado de “mentor espiritual” do presidente Barack Obama, com quem tem se encontrado com frequência para orações na Casa Branca.

Existem muitas estatísticas sobre como os pastores enfrentam problemas como depressão, esgotamento físico e mental. Nenhuma delas é animadora. Segundo o Instituto Schaeffer, 70% dos pastores lutam constantemente com a depressão, e 71% estão “esgotados”. Além disso, 72% dos pastores dizem que só estudam a Bíblia quando precisam preparar sermões, 80% acredita que o ministério pastoral afeta negativamente as suas famílias, e 70% dizem não ter um “amigo próximo”.

O Instituto Schaeffer também estima que 80% dos estudantes de seminário (incluindo os recém-formados) irão abandonar o ministério dentro de cinco anos. Não há dados consistentes sobre quantos cometem suicídio, mas está claro que os pastores não estão imunes a isso.

Psicólogos apontam várias razões pelas quais as pessoas cometem suicídio, de depressão a psicose, quase sempre em meio às situações estressantes da vida. A colunista da revista Charisma, Jennifer LeClaire, que escreveu vários livros sobre batalha espiritual, comentou o caso dos três pastores.

Ela conclama as igrejas a orarem mais por seus líderes e, ao mesmo tempo que se mantém alertas sobre sintomas de depressão nos pastores, os membros deveriam estar cientes que o diabo tem preparado muitos ataques às igrejas nesse período em que os sinais da vinda de Jesus parecem estar se intensificando. Com informações Charisma News.

Extraido -http://noticias.gospelprime.com.br/pastores-suicidios-igreja-americana/

by:marcelosafra

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

É Tempo de... #Recomeçar

Oi gente!
Todo dia é dia para se RECOMEÇAR...
O que passou, passou. Viva o NOVO em sua vida!
nada se compara ao que DEUS tem reservado para você, por tanto somente acredite, confie e descanse.

Music...
Deus tem algo novo / Ministério Unção de Deus / CD - Confia

Deus tem algo novo
Ele vai me surpreender
Nã osei quando será
Só sei que vai chegar
Deus tem algo novo
Ele vai me surpreender
Eu tenho a promessa
E sei que todo dia ELE pensa em mim...

Leiam...

RECOMEÇAR
Não importa onde você parou,
em que momento da vida você cansou,
o que importa é que sempre é possível
e necessário "Recomeçar".

Recomeçar é dar uma nova
chance a si mesmo.
É renovar as esperanças na vida
e o mais importante:
acreditar em você de novo.

Sofreu muito nesse período?
Foi aprendizado.

Chorou muito?
Foi limpeza da alma.

Ficou com raiva das pessoas?
Foi para perdoá-las um dia.

Sentiu-se só por diversas vezes?
É por que fechaste a porta até para os outros.

Acreditou que tudo estava perdido?
Era o início da tua melhora.

Pois é!
Agora é hora de iniciar,
de pensar na luz,
de encontrar prazer nas coisas simples de novo.

Que tal um novo emprego?
Uma nova profissão?
Um corte de cabelo arrojado, diferente?
Um novo curso,
ou aquele velho desejo de aprender a pintar,
desenhar,
dominar o computador,
ou qualquer outra coisa?

Olha quanto desafio.
Quanta coisa nova nesse mundão
de meu Deus te esperando.

Tá se sentindo sozinho?
Besteira!
Tem tanta gente que você afastou
com o seu "período de isolamento",
tem tanta gente esperando apenas um
sorriso teu para "chegar" perto de você.

Quando nos trancamos na tristeza nem
nós mesmos nos suportamos.
Ficamos horríveis.
O mau humor vai comendo nosso fígado,
até a boca ficar amarga.

Recomeçar!
Hoje é um bom dia para começar
novos desafios.

Onde você quer chegar?
Ir alto.
Sonhe alto,
queira o melhor do melhor,
queira coisas boas para a vida.
pensamentos assim trazem para nós
aquilo que desejamos.

Se pensarmos pequeno,
coisas pequenas teremos.

Já se desejarmos fortemente o melhor
e principalmente lutarmos pelo melhor,
o melhor vai se instalar na nossa vida.

E é hoje o dia da Faxina Mental.
Joga fora tudo que te prende ao passado,
ao mundinho de coisas tristes,
fotos,
peças de roupa,
papel de bala,
ingressos de cinema,
bilhetes de viagens,
e toda aquela tranqueira que guardamos
quando nos julgamos apaixonados.
Jogue tudo fora.

Mas, principalmente,
esvazie seu coração.
Fique pronto para a vida,
para um novo amor.

Lembre-se somos apaixonáveis,
somos sempre capazes de amar
muitas e muitas vezes.
Afinal de contas,
nós somos o "Amor".

Paulo Roberto Gaefke

by:marcelosafra

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Abra o seu coração

Oi gente!
Um coração quebrantado e contrito ELE não desprezará.
Leiam...

“Jesus chorou” (João 11.35)

Muitas pessoas não sentem emoções de piedade porque passaram por tanta dor no passado que simplesmente “desligaram” seus pensamentos. As pessoas que se recusaram sentir qualquer coisa por um longo período têm medo de começar a sentir de novo, porque tudo que elas conseguem se lembrar sobre os sentimentos é da dor.

Com o tempo, a dor emocional precisa ser encarada a fim de permitir que as emoções divinas fluam em nossas vidas outra vez. Permitir a nós mesmos sentir outra vez, transformará umcoração duro em um coração sensível, mas isso requer paciência e a disposição de trabalhar com Deus para fazer com que esses sentimentos sejam “ligados” novamente.

Independentemente, do que causou a sua dor ou do quanto ela foi terrível, não fique no cativeiro da dureza de coração. Isso apenas tratará dos sintomas e não das raízes da sua dor. Isso não protegerá você contra mais dor, mais impedirá sua capacidade de ouvir a voz de Deus. A dureza de coração não provém de Deus; Ele nos criou para termos sentimentos. De acordo com o versículo de hoje, até Jesus chorou.

Toda vez que você se permitir sentir, estará vulnerável à dor, mas será diferente quando você tem Jesus, aquele que cura, vivendo dentro de você. Toda vez que você for ferido, Ele estará bem ali para cuidar da ferida.

Se você “desligou” as suas emoções, por favor, entenda que comprometeu a sua capacidade de ouvir a voz de Deus. Abra o seu coração para Ele; peça-lhe para colocar ternura no seu coração e curá-lo para que você possa ouvir a Sua voz e desfrutar uma comunhão íntima com Ele.

A PALAVRA DE DEUS PARA VOCÊ HOJE: Se construir muros para manter as pessoas fora de sua vida, você viverá atrás desses muros em uma prisão construída por você mesmo.

Extraído de : http://www.lagoinha.com/ibl-vida-crista/abra-o-seu-coracao/

by:marcelosafra

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Palavra para hoje

Oi gente!

Leiam...

Antes de desistir e se render ao desânimo, considere o longo e difícil processo pelo 
qual uma borboleta emerge do seu casulo. Se tentar apressar o propósito e o processo de Deus na sua vida, você produzirá algo deformado, algo que não conseguirá sair do chão e voar.
Por isso, aguente firme, a sua mudança está vindo! Deus não vai desistir de você, portanto não desista Dele! Há uma obra acontecendo em você neste instante. Algo que tem de morrer, para que algo melhor possa ser trazido à vida! Deixe que isso aconteça. 
Espere, Deus fará com que as peças se encaixem.
Ele não vai decepcionar você.

by:mangasafra

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Exortação

Oi gente!
Assistam essa mensagem de apenas 10 min e tenho a certeza que DEUS falará profundamente ao seu coração.
Vejam...

by:mangasafra

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Todo Poderoso

Oi gente!
Quero compartilhar com vocês este louvor poderoso e que todos sejam abençoados assim como eu tenho sido também através dele.
Vejam...


sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Nasci para conquistar o Impossível

Oi gente!
Nunca perca a Fé, pois ela move o coração de Deus para que realize o IMPOSSÍVEL na sua vida.
Leiam...

Deuteronômio 31:1-8

Devido às adversidades do dia a dia, às vezes é possível que queiramos desanimar. Você pode passar a vida toda na igreja e não conquistar nada. Sabe por quê? Só conquista aquele que crê!
A idade média que Deus deu ao homem é de 120 anos. Quanta coisa se pode conquistar em 120 anos! Você tem visto Deus na sua caminhada? Desde o começo o homem foi feito para grandes conquistas. Você nasceu para conquistar coisas grandes e impossíveis. 
Moisés disse para Josué: – eu vou morrer. Não posso fazer o povo chegar à terra prometida. É você quem vai conduzir o povo depois da minha morte.
A essa altura Moises já estava desanimado, cansado, sem energia. O que você tem para ser conquistado?
Para conquistar você precisa tomar algumas decisões:

DEUS PRECISA ESTAR À SUA FRENTE
Moisés disse a Josué: – Deus irá adiante de ti. Ele passará a frente e destruirá os teus inimigos. Ele vai tirar todo impedimento.
Deixe Deus tomar a sua frente, você verá portas se abrindo, fortalezas sendo destruídas. Ele fará você possuir tudo que te prometeu!
Colocar Deus à sua frente é mais do que ir a igreja todo dia. É ter a vida no Altar do Senhor em tempo integral. Agrada-te do Senhor e Ele satisfará os desejos do teu coração.
Quantas coisas você conquistou este ano? Medite nisso. Muitos querem andar ao lado de Deus, mas temos de estar atrás dele, seguindo-O. Se Ele não estiver à nossa frente, não conquistaremos a terra prometida.

VOCÊ PRECISA PARAR DE ANDAR COM GENTE FALIDA.
Você não deve andar com pessoas que te desanima, te colocam pra baixo e te fazem perder a visão e a fé. Deixe a sabedoria do homem de lado, porque somente a sabedoria de Deus te fará passar o Jordão. Deus sabe exatamente onde deve abrir as águas pra você passar.
Nm 27:8 diz que o Espírito de Deus estava sobre Josué. Se você tem o Espírito Santo sobre você, você conquistará o que Deus te prometeu, porque é esse Espírito que te conduzirá no caminho que deve andar, te dirá com quem andar e o que fazer.

SEJA FORTE.
Deus chama, designa, capacita e dá a vitória, como fez com Davi, que começou como um pastor de ovelhas e terminou como rei. Davi venceu Golias, não com sua própria força, mas na força do Senhor dos Exércitos!

Sua força não está na comida ou na bebida ou em suas mãos. Você vencerá na força do poder de Deus. Jô 16:33 diz que você passaria por aflições, mas que tivesse bom ânimo, porque Ele já tinha vencido o mundo por você. Quando depende de Deus, Ele sempre aparece para nos socorrer. Moisés disse a Josué que era Deus quem entregaria os inimigos de Jericó em suas mãos, mostrando que nossa força vem das mãos dele. Nossos inimigos são controlados por Deus, você sabia? Nunca pense que você está sozinho e vencido. Deus nunca desampara você.

Ainda que tudo desse errado (o que não acontece), a bíblia diz que a nossa esperança não seresume a esta vida, porque temos uma vida eterna com Deus. Quando tudo acaba, estamos apenas no começo.
Siga esses passos e você verá que conquistará muito mais coisas do que o planejado, porque você pode fazer planos, mas a resposta certa vem do Senhor!

Extraído - http://estudoscristaos.com/2011/05/devocional-diario-nasci-para-conquistar-o-impossivel.html

by:marcelosafra

segunda-feira, 2 de junho de 2014

A oferta de Davi para o templo

Oi gente!
Vamos de Devocional para que cresçamos na presença de Deus.
Leiam...

“Sucedeu que, habitando Davi em sua própria casa, disse ao profeta Natã: Eis que moro em casa de cedros, mas a arca da Aliança do Senhor se acha numa tenda” (1Cr 17.1)


Davi estava confortavelmente alojado em seu palácio, mas ele começa a manifestar uma preocupação; não é a preocupação de ter um exército, ter mais filhos ou ficar mais rico. Ele se preocupa com o lugar da presença de Deus. Ele consulta o profeta Natã, que lhe diz: “Tudo quanto tens no teu coração, faça. Por que Deus é contigo” (1Cr 17.2). O rei escutou a voz de Deus que direcionou o coração de Davi para como e quem deveria construir o templo, que, como a Bíblia nos relata, foi o rei Salomão.
É muito bom chegarmos a Casa de Deus e encontrarmos tudo pronto para nos receber. Participar da celebração louvando a Deus e ouvindo a pregação da Sua Palavra. Todavia, falta uma parte importante de toda essa celebração: o momento de dizimarmos e ofertarmos ao Senhor.
Quando ofertamos não estamos pagando por algo que recebemos de Deus. Ofertar é uma manifestação de gratidão por aquilo que já recebemos. Você está preocupado com a manutenção da Casa de Deus? Você quer que Deus abra os céus sobre o seu lar? Todos esses desejos são válidos, mas nós não podemos seguir o curso dos homens deste mundo; os homens só querem as coisas para si, mas nós devemos priorizar o que é de Deus e para Deus.
Davi não fica com raiva ou aborrecido por não ser ele o responsável por construir o templo onde seria depositada a Arca do Senhor. Ao contrário, ele reúne tudo o que pode oferecer de ferramentas, e deixa a construção a cargo de seu filho Salomão. Você se aborrece em dizimar e ofertar? Davi manifesta preocupação porque ele ama a Casa de Deus. No final de 1 Crônicas você pode ver a abundância das ofertas que ele prepara, mesmo não sendo ele o escolhido para construir a Casa de Deus.
Quando o seu coração é grato, você se alegra em fazer para Deus o que é necessário, e não somente o que você quiser. Um coração grato a Deus é grato em todos os momentos. Nunca haverá um dia em sua vida que você não terá nada para dar a Deus, porque todas as vezes que você abre a sua mão para levar algo na presença de Deus, Ele abrirá as mãos e derramará o melhor em sua vida.
Desafio de fé: Se você ama a casa de Deus, então, não dê esmolas, não semeie o pior para o Reino de Deus. Dê a Ele sempre o seu melhor e demonstre assim um coração grato.
Fotos: Internet
:: Pr. Marcus Gregório
by:mangasafra

domingo, 1 de junho de 2014

Santidade, o que é?

Oi gente!
Vamos a mais um devocional para nos fortalecermos em Deus.
Leiam...

O que é ser santo? Quem é santo? É possível ser santo?

A santidade é um atributo do caráter de Deus que o faz puro e perfeito, separado e acima do que é mau e imperfeito. Assim como Ele é, Ele também deseja que sejamos santos. Foi isso que Ele disse a Moisés: "Fala a toda a congregação dos filhos de Israel e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, o Senhor, vosso Deus, sou santo." (Levítico 19:1-2). Assim, também foi escrito pelo apóstolo Pedro em 1 Pedro 1:13-16.

Ser santo é ser separado, separado daquilo que não agrada a Deus. Dessa forma, santificar-se é separar-se para Deus.

No meio de tantas atrações e de tudo que é oferecido a nós neste mundo, devemos ser santos. Sim, é difícil, porque precisamos renunciar, porém, deixa de ser difícil quando compreendemos que a santificação é impossível por nossos próprios esforços. A santificação é uma ação do Espírito Santo em nós (2 Tessalonicenses 2:13; 1 Pedro 1:2), por isso é possível sermos santos.
Não podemos nos igualar aos comportamentos das pessoas somente porque a maioria age de uma certa forma, também não podemos nos conformar com os padrões que o mundo tem determinado para a sociedade (Romanos 12:2). Devemos observar os padrões de Deus, que são determinados pelos Seus princípios e pela Sua Palavra.
Não é porque muitos ouvem as músicas de uma certa banda que você também deve ouvir, não é porque muitos bebem que você deve beber, não é porque muitos adolescentes só querem "ficar" que você também deve. Deus deseja que você seja santo, assim como Ele é.

Para ser santo é necessário renunciar.

O que tem atrapalhado você a ser santo? Talvez aquilo que você vê ou ouve na Internet ou na TV tem atrapalhado. Para sermos santos, devemos nos afastar daquilo que nos afasta de Deus. Por isso que Jesus disse "se o teu olho direito te escandalizar, arranca-o e atira-o para longe de ti, pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que todo o teu corpo seja lançado no inferno." (Mateus 5:29).
Por meio do Espírito Santo somos corrigidos diariamente para que sejamos participantes da santidade de Deus(Hebreus 12:4-10). Não podemos negar a correção do Senhor, porque faz parte do processo de santificação de nossas vidas. Precisamos ler e aprender com a Palavra de Deus, porque é a forma de sermos transformados pelo Seu Poder.
É necessário buscar a santificação diariamente porque essa é a vontade de Deus, como está escrito em 1 Tessalonicenses 4:3-5: "Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição, que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra, não na paixão de concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus".

Não permita que os desejos da carne e as atrações do mundo o impeçam de se tornar santo como o Senhor. Busque a santificação pela Palavra e pela ação do Espírito Santo diariamente.

by:mangasafra

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Restaurando a ALIANÇA com Deus

Oi gente!
Faltando dias para o nosso 4° Congresso de Louvor e Adoração - Tema: Restaurando a ALIANÇA com Deus dias 23, 24 e 25 de Maio de 2014
Local - Igreja Missionária El-Shadday
Rua Damas Ortiz 141 - Jardim Califórnia - São Gonçalo - RJ
Contato: 21-3705-8411
Quero compartilhar aqui um breve devocional com vocês para nos fortalecer na presença de Deus mais e mais.
O que é ter uma Aliança com Deus?
Qual o significado dela na minha vida?

Leiam...

3 faces da Aliança
Salmos 25.14
Introdução - 
Temos refletido muito sobre o tema ALIANÇA COM DEUS com o propósito de entender o plano redentor do Senhor para nós, discernir o tempo que vivemos sob a Graça e fazer um compromisso com o Reino de Deus.
Pense um pouco: o que mudou em sua vida depois que descobriu que pode ter uma Aliança com Deus? Certamente muita coisa mudou.
Você tem uma Aliança com Deus?
Vamos usar a figura física de um anel com suas três faces: interna,externa e lateral para ilustrar três aspectos importantes de uma Aliança com Deus baseada em Salmos 25.14, destacando três palavras chaves:intimidade, temor e conhecimento.

1- A face interna - INTIMIDADE:

A face interna do anel é o que tem contato com o nosso corpo, por isso nos lembra da palavra Intimidade.
Quando temos uma Aliança com Deus passamos a ter Intimidade com Ele. O que é ter intimidade? É ter conhecimento próximo de alguém, ser amigo, saber a respeito da pessoa, tratar e ser tratado com carinho, etc.
Para ter intimidade com uma pessoa precisamos conviver com ela, passar muitas horas juntos. Para ter intimidade com Deus PE preciso ouvir sua Palavra e conversar muito com Ele em oração todos os dias.
Ao fazer uma Aliança com Deus passamos a conhecer ao Senhor como próximo de nós. Jesus veio ao mundo mostrar que o Deus que Israel via tão severo e distante era um PAI (Marcos 14.36 e Romanos 8.15), por isso Jesus ensinou a orar chamando a Deus de Abba que no aramaico significa paizinho, papai ou painho. Abba é uma expressão usada por criancinhas para tratar seus pais.
Ter uma Aliança com Deus significa ter intimidade com o Pai!
Deus quer ter intimidade com você!

2- A face externa - TEMOR:

A face externa do anel é a que nos protege e pode sofrer atritos externos, por isso simboliza o TEMOR.
Não basta termos intimidade com Deus e perdermos o respeito com Ele. Precisamos amar ao Pai e respeitá-lo como superior a nós. Isso é Temor. Temos não é medo e sim um profundo respeito.
Há pessoas que quando passam a ter intimidade com alguém perdem o respeito. Mas com Deus, quanto mais o conhecemos e temos intimidade com Ele mais o tememos.

Quando o filho pródigo voltou e demonstrou temor a seu pai pedindo-lhe que o tratasse como um escravo por que tinha pecado e não era digno de ser recebido como filho, “O pai, porém, disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés;” (Lucas 15.22). Aquele anel era o sinal de que não seria escravo e sim filho do pai. Isso por sua demonstração de respeito e temor.
Deus nos ama muito e perdoa todos os nossos pecados nos aceitando como somos, mas precisamos aprender a temer ao Senhor como Deus Supremo.
Ter uma Aliança com Deus é Temer ao Senhor!
Deus merece ser temido, então O respeite!

3- A face lateral - CONHECIMENTO:

A face lateral é a que mostra a espessura do anel e será para simbolizar o conhecimento.
A medida que aprendemos a ter intimidade e tememos a Deus, aprendemos muito em nossa vida e acrescentamos conhecimento.
Deus quer que seu povo tenha conhecimento, pois disse através do profeta Oséias: “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento.” (Oséias 4.6) e fez um convite libertador “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR” (Oséias 6.3). João Wesley também ensinou que precisamos ter ‘coração aquecido e mente esclarecida’.
O diabo gosta que as pessoas fiquem na ignorância para pecarem mais e serem enganadas por ele, pois o conhecimento liberta para a verdade (João 8.32).
Mas como conhecer a Deus? É possível por que o Senhor se revela e se apresenta a nós para ser conhecido. Tantas pessoas se preocupam em conhecer tantas coisas e saber muito, colecionando diplomas e isso é bom. Mas há pessoas que apesar de ter diplomas e conhecimentos não melhoram suas vidas e nada muda. O maior conhecimento que alguém pode ter é conhecer a Deus.
Ter uma Aliança com Deus é conhecer ao Senhor!
Deus deve ser buscado e conhecido!
Faça uma Aliança completa com Deus!

A Aliança com Deus é algo que só pode ser mostrado para pessoas que têm intimidade com Deus, ao mesmo tempo em que Temem ao Senhor e buscam conhecer a Deus a cada dia.
Ter uma Aliança com Deus é ter Intimidade com o Senhor, Temer a Deus e Conhecer sua vontade.
Temos assim, por meio de Jesus, uma aliança com Deus.
A nossa fé não é uma religião.
A nossa fé é um relacionamento com o Senhor.
Não adianta seguir as doutrinas e viver a vida de maneira errada.
A palavra diz que o que importa é guardar as ordenanças de Deus e uma das ordenanças do Senhor é: amar a Deus de todo o coração, de todas as suas forças, com todo o teu entendimento e amará o teu próximo como a ti mesmo.
Isso é fé, isso é aliança com Deus.

by:mangasafra