Seja bem vindo!

●๋•__ Grandes realizações tiveram início com apenas um sonho e era que um dia este sonho se tornaria realidade. Então, vá em frente e acredite! Ouse sonhar!__ °.•

terça-feira, 18 de março de 2014

Não discrimine, ame!

Oi gente!
Entenda quem você é.
Leiam...

Sabemos que a genealogia era o cartão de identidade do cidadão judaico. Por isso, muitos judeus procuravam subterfúgios para tirar da sua genealogia todos os nomes que pudessem comprometer a família. No caso de Jesus, porém, o Evangelista Mateus fez questão de não eliminar o nome de uma meretriz, Raabe, ascendente do Mestre. “E Salmom gerou, de Raabe, a Booz; e Booz gerou, de Rute, a Obede; e Obede gerou a Jessé” (Mateus 1:5).

Um dos pecados dos religiosos fundamentalistas é a discriminação.
Para eles, o mundo deve ser dividido em dois grupos: os justos, que são eles, e os pecadores iníquos – isto é, todas as pessoas diferentes deles.

Jesus nunca foi um religioso fundamentalista.
Ele convivia com os pecadores, os diferentes, procurando ajuda-los e abençoá-los.
Esta a razão pela qual o Espírito inspirou Mateus, levando-o a colocar, na genealogia do Salvador, nomes de mulheres, dentre as quais Rute, uma estrangeira, e Raabe, uma meretriz.
O cartão de identidade do Cristo deve ser exemplo para nós – devemos ter os braços abertos para todos os diferentes. Ao invés de discriminá-los, convidá-los para o Reino.
Quando nos sentirmos muito orgulhosos, será uma boa ideia lembrarmo-nos de Raabe, ancestral de Jesus.

Muitos discriminam, julgam e até mesmo condenam fazendo seus juízos de valor não se importando com a história de dor e sofrimento das pessoas, mas só se importam com a aparência.
Jesus se colocou no nosso lugar de forma que ELE sentiu a nossa dor, pois é isso que quer dizer a palavra Compaixão.
Ao invés de descriminarmos precisamos amar como se fossemos nós no lugar do outro, pois ai sim, conseguiremos amar co o mesmo amor que Deus nos amou.
Não seja um fariseu que vivia de forma hipócrita e impedia os outros de se salvarem, mas seja luz em meio as trevas da vida de alguém, pois Jesus conta com você para isso.
Seja um espelho que reflete a imagem do Senhor.
Você é um espelho que reflete a imagem do Senhor
Não chore se o mundo ainda não notou
Já é o bastante Deus reconhecer o seu valor
Você é precioso, mais raro que o ouro puro de ofir
Se você desistiu, Deus não vai desistir
Ele está aqui pra te levantar se o mundo te fizer cair
Deus nos abençoe!

by:mangasafra

sábado, 1 de março de 2014

Pular Carnaval é ou não é coisa de cristão?

Oi gente!
Pular Carnaval é ou não é coisa de cristão?
Leiam...

Chegou uma das festas mais esperadas pelos brasileiros.
O Carnaval arrasta multidões e, em quatro dias de folia, tudo parece ser permitido.
No Brasil, a festa se transformou num espetáculo turístico em que se explora o erotismo, o apelo sexual e o “pode tudo”, embalados por cores, músicas animadas e fantasias.
Não há crise econômica ou social que impeça o reinado de “Momo”, personagem da mitologia grega que se tornou símbolo do Carnaval.
Enquanto esse reinado dura, é hora de fantasiar e desfilar.
É nesse momento que muitos cristãos se perguntam: “É pecado pular Carnaval?”. “Como essa festa surgiu?”. “Com que propósito?”.

A palavra "carnaval" está relacionada com a ideia de deleite dos prazeres da carne marcado pela expressão "carnis valles", que, acabou por formar a palavra "carnaval", sendo que "carnis" em latim significa carne e "valles" significa prazeres. 
Fonte: Wikipedia

O carnaval é uma festa que se originou na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C.. Através dessa festa os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção. Posteriormente, os gregos e romanos inseriram bebidas e práticas sexuais na festa. 
Fonte: Brasil Escola

Sem música, não existe cerimônia >> Tudo acontece sob a batida de três atabaques... que fazem soar o toque durante o ritual [e] também são responsáveis pela convocação dos deuses. ... Essa música sagrada só sai dos terreiros na época do carnaval... 
Fonte: Revista Super

Ainda interessado no carnaval? Desde sua origem até os dias de hoje, o carnaval é culto aos deuses gregos Afrodite (deusa do amor, da beleza e da sexualidade) e Eros (deus do amor - não conhecia a origem da palavra erótico???). No Brasil, além do culto a estes dois deuses, há o culto às divindades africanas, conforme o texto acima retirado da revista Super.
Sob a ótica bíblica, o carnaval é uma festa pagã baseada em idolatria, consulta aos mortos e imoralidade sexual. 

Vejam abaixo, meus amigos, o que a palavra do Senhor reserva para os que cometem estes pecados:
Deuteronômio 27:15 NTLH
— “Maldito seja aquele que fizer imagens de pedra, de madeira ou de metal, para adorá-las em segredo; o Senhor detesta a idolatria!” E o povo responderá: “*Amém!”

1 Crônicas 10:13 NTLH
Saul morreu assim porque foi infiel a Deus, o Senhor. Ele desobedeceu aos mandamentos de Deus e consultou os espíritos dos mortos,

1 Coríntios 10:8 NTLH
Não devemos cometer imoralidade sexual, como alguns deles fizeram. E, porque eles fizeram isso, vinte e três mil deles caíram mortos num dia só.

Portanto, irmão, por amor ao Evangelho sugiro que não troque a presença de Deus por alguns instantes do que alguns chamam de 'diversão', pois as maldições e os demônios que seguem as pessoas que se entregam ao carnaval não são nem um pouco divertidos!

by:mangasafra