Seja bem vindo!

●๋•__ Grandes realizações tiveram início com apenas um sonho e era que um dia este sonho se tornaria realidade. Então, vá em frente e acredite! Ouse sonhar!__ °.•

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

#4 Retrospectiva - 2014

Oi gente!
Porque Deus procura VERDADEIROS adoradores e não apenas adoração.
Restrospectiva 2014.
Leiam...

“Chamou o Senhor a Moisés e, da tenda da congregação, lhe disse: Fala aos filhos de Israel e dize-lhes: Quando algum de vós trouxer oferta ao Senhor, trareis a vossa oferta de gado, de rebanho ou de gado miúdo”
Levítico 1:1-2

No início do livro de Levítico, diversas vezes aparece a palavra hebraica קָרְבָּ֖ן (qorban). Qorban significa “oferta”, “sacrifício”. No entanto, compartilhando da mesma raiz, também pode ser um termo genérico para tudo apresentado ao Senhor quando alguém se aproxima (קָרַב – qarav) do Seu santuário.
Segundo Buber, esse termo pode ser identificado como de relação. Ele implica na existência de duas pessoas. Em particular, duas pessoas dentre as quais uma tenta diminuir a distância da outra se aproximando. Qorban trata de aproximação.
Diferentemente da noção de grande parte das religiões do Antigo Oriente Médio (AOM) em que, num movimento de baixo para cima, tenta-se atingir a esfera divina e conseguir o favor dos deuses, a Bíblia apresenta um DEUS que toma a iniciativa e se aproxima de Sua criatura; através do sacrifício.
Em Jeremias 30 o Senhor promete trazer o povo de Israel do cativeiro assegurando restaurar sua saúde, curar suas chagas, reedificar a cidade e fazer com que o palácio fosse habitado como antes (cf. vv. 17-18). No versículo 21 deste capítulo, é dito: “O seu príncipe procederá deles, do meio deles sairá o que há de reinar; fá-lo-ei aproximar, e ele se chegará a Mim; pois quem de si mesmo ousaria aproximar-se de Mim?”. Aqui, três vezes vemos “aproximar”, “chegar”: (1) “fá-lo-ei aproximar” (וְהִקְרַבְתִּ֖יו – vehiqravtiv); (2) “ele se chegará” (וְנִגַּ֣שׁ – venigash); e (3) “aproximar-se” (לָגֶ֥שֶׁת – lagueshet).

No segundo e no terceiro momento é usado o verbo נָגַשׁ (nagash – “aproximar-se à distancia de UM TOQUE ”). No entanto, no primeiro momento, vemos uma variação de qarav (“aproximar-se”) que, como já visto, também poderia ser traduzido como “sacrificar”. Além disso, no segundo momento, o verbo aparece na terceira pessoa do singular (“ele se chegará”), o que possibilita a tradução de forma impessoal. Deste modo, o versículo ficaria: “[...] Eu o sacrificarei, e então se poderá aproximar de Mim; pois quem de si mesmo ousaria aproximar-se de Mim?”

Diferentemente da realidade de barganha onde “sacrifico” usando DEUS como um amuleto para satisfazer vontades egoístas no momento exato em que as desejo satisfeitas, a Bíblia apresenta um DEUS que está em busca do homem. Algo possível por meio do sacrifício que O aproxima de nós. Afinal, quem de si mesmo ousaria aproximar-se dEle?

by:marcelosafra

Nenhum comentário:

Postar um comentário