Seja bem vindo!

●๋•__ Grandes realizações tiveram início com apenas um sonho e era que um dia este sonho se tornaria realidade. Então, vá em frente e acredite! Ouse sonhar!__ °.•

sábado, 24 de outubro de 2015

#Carne ou Espírito

Oi gente!
Li esse lindo devocional no BLOG Permanecer e gostaria de compartilhar com vocês.
Leiam...

"O que nasce da carne é carne, mas o que nasce do Espírito é espírito.” João 3.6
Julgamos os outros usando nossos bem bolados sistemas de comportamento moral. Quando Deus julga, Ele julga onde nasceu o comportamento e não o comportamento em si. Deus não avalia dando notas baseadas em comportamentos. Ele faz um teste de DNA ou paternidade.
Se um comportamento nasce de algo que não seja o Espírito de Deus, é chamado “carne” e é condenado por Deus como sendo de nenhum valor. Não importa o que os homens vejam do comportamento, Deus está vendo onde nasceu o comportamento. Com Deus não existe um sistema de “passa/não passa” como se fosse uma prova de merecimento. Com Deus a questão é “carne/Espírito” ou “onde nasceu o comportamento?”.
Em João 3 Jesus teve um encontro com um dos líderes do sistema “passa/não passa” para se merecer o amor de Deus. Jesus disse a Nicodemos que o sistema que Deus usa é nascer de novo e não um sistema de merecer a “nota” aceitável pelo esforço. 
Nicodemos não ficou apenas surpreso com esta verdade, ele ficou profundamente chocado. Uma vida longa investindo no sistema “passa/não passa” o deixou confiante, e Jesus acabou com o sistema e o chamou para começar do zero – como um recém nascido.
Nunca é fácil se livrar do sistema “merecer” e entrar no sistema “nascer”.
Todos nós queremos merecer nosso lugar perante Deus ao invés de nascer no nosso lugar perante Deus.
Adão e Eva trocaram o sistema “nascer” pelo o sistema “merecer” em Gênesis 3, e esta troca é chamada “morrer”. O sistema “merecer” sempre cheira mal – como a morte cheira mal.
Em nossa formação espiritual precisamos aprender a avaliar nosso próprio comportamento como sendo nascido no Espírito ou nascido na Carne. Somos nascidos de novo e Cristo habita em nós, ainda assim, precisamos ser treinados pelo Espírito a identificar e eliminar de nós o que nasce na carne. Deus quer que aprendamos a ver primeiramente o nascimento (a fonte) e secundariamente o comportamento (o fruto).  O sistema “passa/não passa” tem que morrer. Somos o que somos pela graça de Deus em Cristo.
Aprender a ver a origem ou nascimento de um comportamento não é tão difícil quanto parece. Tente fazer isto: quando você estiver se comportando de maneira clara e que precisa de uma avaliação de nascimento ou paternidade, pergunte para Jesus que habita em você pelo Espírito: “Este meu comportamento nasceu no Senhor?”. Você ficará surpreendido como Jesus rapidamente afirma o que nasce nele e como ele nega rapidamente o que não nasceu nele. Lembre-se que Ele foca em origem e nós focamos em ações.
É possível na vida de um discípulo de Jesus começar no Espírito e depois tentar achar o comportamento certo na carne. Gálatas 3.3 diz:"Será que vocês são tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, querem agora se aperfeiçoar pelo esforço próprio?". Que pergunta forte!
Você pode aprender a ver a origem do comportamento nos outros também. Origem é mais importante que sistemas ou comportamentos nos nossos relacionamentos. Atacar sintomas ou comportamentos nos outros é perder tempo. É por esta razão que Jesus nos ensina no Sermão da Montanha a “virar a face” quando alguém nos ataca. Atacar o comportamento de alguém com o mesmo comportamento não alcança a origem ou nascimento, mas o “virar a face” chega na origem.
Todo discípulo deve ser um expert em origem e não um expert em julgar comportamento dos outros.
Não julgue comportamentos. Procure ver a origem e não os sintomas.
Tenha como o alvo o novo nascimento dos outros. Viva os ensinos de Jesus no Sermão da Montanha e você irá tocar na origem do comportamento. Modificar comportamento não é cristianismo. Um novo nascimento é.
Extraído da internet - http://www.permanecer.com.br/v2/devocionais/256-carne-ou-espirito.html

by:marcelosafra

Nenhum comentário:

Postar um comentário